PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Aeris construirá terceira fábrica de pás eólicas no Ceará com 51 mil metros quadrados

Informação foi revelada por Maia Júnior, em entrevista à Rádio O POVO CBN, na manhã desta quarta-feira, 26

Alan Magno
11:42 | 26/05/2021
Com lucro líquido de R$ 24 milhões nos três primeiros meses de 2021, Aeris Energy, empresa produtora de pás eólicas estuda abrir mais uma fábrica no Ceará (Foto: Divulgação)
Com lucro líquido de R$ 24 milhões nos três primeiros meses de 2021, Aeris Energy, empresa produtora de pás eólicas estuda abrir mais uma fábrica no Ceará (Foto: Divulgação)

A presença da Aeris Energy, empresa especializada na produção de pás para geradores de energia eólica, deve se expandir em breve no Ceará. Conforme informações exclusivas do secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho no Ceará, Maia Júnior, a companhia estuda a construção da terceira fábrica no Estado. 

O anúncio foi feito pelo representante do governo estadual em entrevista à Rádio O POVO CBN, na manhã desta quarta-feira, 26. Maia destacou ainda que há uma reunião agendada para a próxima semana entre o Estado e executivos da Aeris para tratar da ampliação do polo industrial localizado no Pecém.

Procurada pelo O POVO, Aeris confirmou o interesse da construção da nova fábrica e frisou que o novo parque fabril terá terá 51 mil metros quadrados (m²). "Investimos na compra de mais terrenos no entorno da nossa sede e passamos de 320 milm² para mais de 1 milhão de m²", completa a nota. 

O interesse da construção da terceira fábrica da empresa no Ceará ocorre cerca de duas semanas após a Aeris anunciar um lucro líquido de R$ 24 milhões no primeiro trimestre deste ano, um aumento de 38,8% com relação ao mesmo período de 2020.

No anúncio, feito no dia 12 de maio, a companhia frisou estar "bem posicionada para atender à crescente demanda por energia eólica no processo de transição energética global", revelando interesses de expandir sua produção. Procurada pelo O POVO, a Aeris Energy pontuou ainda que pretende inaugurar o novo centro de distribuição em Caucaia, com 35 mil metros quadrados, no próximo trimestre.

Em sua fala, o secretário detalhou ainda que a Aeris, ao lado da dinamarquesa Vestas, integra a base de uma nova economia no Ceará, com foco em práticas sustentáveis e de amplo investimento tecnológico. “A Vestas é a maior produtora do mundo de aerogeradores e 15% do faturamento total dela vem aqui do Ceará”, destaca.

Diante da presença de investimentos das produtoras de aerogeradores e pás eólicas, o Estado busca captar novos investimentos, na iniciativa de concentrar no Ceará todas as etapas relacionadas à produção de energia eólica e demais fontes renováveis. Como próxima ação deste planejamento, o secretário revelou ainda a instalação da primeira linha de montagem de painéis e usinas fotovoltaicas para produção de energia solar no Estado.

A empresa responsável pelo investimento que será aplicado no Pecém, bem como quando ele começará a ser implementado, devem ser reveladas pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), “nos próximos dias”, segundo Maia. “Com isso e o com o hidrogênio verde, a gente fecha o ciclo, proporcionando ao Ceará, através desse hub, uma riqueza futura muito importante”, complementa o secretário.

Confira entrevista completa sobre a construção da nova fábrica da Aeris Energy no Pecém, no Ceará