Participamos do

Pague Menos confirma compra da Extrafarma por R$ 700 mi

Grupo cearense deve deter 7% do mercado nacional com a aquisição e 23,3% do Nordeste
19:08 | Mai. 18, 2021
Autor Armando de Oliveira Lima
Foto do autor
Armando de Oliveira Lima Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Atualizada às 20h59 de 18/05/2021

A Pague Menos confirmou a compra da Extrafarma por R$ 700 milhões - R$ 100 milhões a mais do que o noticiado ao longo do dia - e deve se projetar como detentora de 23,3% do mercado nordestino de farmácias, 19,5% do mercado no Norte e 7% do nacional.

"A aquisição da Extrafarma é um marco importante na aceleração da estratégia de crescimento da Pague Menos para reforçar a presença da Companhia nas regiões Norte e Nordeste, em uma combinação de ativos com posicionamento de marca, demografia e geografia complementares", diz o fato relevante publicado no início da noite desta terça-feira, 18.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

LEIA MAIS

No comunicado ao mercado, o grupo cearense afirma que "a transação permite que a Pague Menos acelere seu crescimento com a incorporação de 402 lojas da Extrafarma". Desde que a informação da negociação vazou, o Grupo esteve no centro dos comentários do mercado financeiro e tentou dissipar a atenção.

Mas a recepção da negociação foi bem recebida e gerou bons resultados para a rede cearense na bolsa de valores. Ao todo, serão 1.503 filias em todo o País após a aquisição, o que torna a Pague Menos a segunda maior rede de farmácias do País.

Quanto ao pagamento da aquisição, será efetuado com 50% do valor sendo repassado na data de fechamento do acordo e 25% em cada aniversário de um e dois anos do fechamento, com fiança prestada por acionista como garantia para as duas últimas parcelas.

A transação depende agora de condições usuais, como aprovação pelas autoridades concorrenciais e pela assembleia geral de acionistas da Pague Menos.

Cenário 

A venda da rede de farmácias varejista faz parte das ações de remodelagem do modelo de negócio do grupo Ultra e havia sido anunciada ainda em dezembro de 2020. O principal objetivo da gigante nacional é abrir mão de ativos de segmentos diversos, abandonando a ideia de se tornar um grande hub do varejo nacional, para concentrar ações no setor de principal atividade do grupo, o de óleo e gás. 

Na gestão da rede Extrafarma há pouco mais de 7 anos, o grupo Ultra investiu bastante em sua expansão, especialmente na região Sudeste, mas apesar do faturamento estimado em R$ 1,5 bilhão, não conseguiu consolidar uma forte concorrência na região. Ao anunciar a venda, o grupo já divulgava a expectativa de compra da rede por uma "grande rede de farmácias fique com o ativo, que é especialmente forte na região Norte"









Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags