PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Cinco empresas de construção civil do Ceará participam de projeto de inovação

No Estado, outras 10 empresas de projetistas, incluindo escritórios de arquitetura, instalações prediais e cálculo estrutural, participam de iniciativa, que tem o apoio do Sinduscon-CE

19:06 | 10/03/2021
O projeto é baseado na metodologia ‘Building Information Modeling’ ou ‘Modelagem da Informação da Construção’, que visa integrar agentes e disciplinas envolvidas no desenvolvimento de uma obra em todas as suas fases (Foto: FCO FONTENELE)
O projeto é baseado na metodologia ‘Building Information Modeling’ ou ‘Modelagem da Informação da Construção’, que visa integrar agentes e disciplinas envolvidas no desenvolvimento de uma obra em todas as suas fases (Foto: FCO FONTENELE)

Pelo menos cinco construtoras e/ou incorporadoras e dez empresas projetistas do Ceará estão participando do Projeto BIM Colaborativo 2021, criado pela Câmara Brasileira da Indústria de Construção. Esse número representa metade do total de empresas participando da iniciativa em nível nacional.

As ações, que seguem até o fim de maio, são divididas em cinco etapas. O projeto é baseado na metodologia ‘Building Information Modeling’ ou ‘Modelagem da Informação da Construção’, que visa integrar agentes e disciplinas envolvidas no desenvolvimento de uma obra em todas as suas fases. A partir daí, se tem o desenvolvimento de um modelo virtual e a geração de uma base de dados que contribuem com a concepção, a compatibilização de projetos, o planejamento, a execução, a implantação, a manutenção e o gerenciamento de edificações.

O projeto tem o apoio, no Estado, do Sindicato da Industria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE), por meio do Núcleo de Inovação da Construção Civil (Inovacon), braço tecnológico da entidade, com apoio ainda do Sistema Fiec, através do Sesi-CE . De acordo com nota divulgada pela entidade à imprensa, “o principal objetivo do programa é transformar o negócio das empresas da indústria da construção civil com o uso do BIM, de forma colaborativa, com baixo investimento. O programa ajuda as construtoras e incorporadoras a mudarem o seu patamar de competitividade”.

Ainda conforme o comunicado do Sinduscon-CE, o BIM Colaborativo 2021 visa “melhorias no processo de elaboração e coordenação de projetos, na orçamentação, planejamento e redução de retrabalho em obras”. Para o presidente do sindicato, Patriolino Dias de Sousa, o projeto cria condições para as empresas introduzirem essa mudança que vai revolucionar a maneira como projetam, constroem e operam as suas especificações”.

Além disso, segundo ele, a participação de muitas empresas do setor deve “gerar uma troca de conhecimento muito importante sobre a metodologia BIM”.