PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Ceará receberá R$10,3 milhões para dar continuidade a obras de saneamento em dez municípios

O repasse busca garantir que sejam assegurados, por meio de renovação e novas contratações, 31,5 mil postos de trabalho

Alan Magno
22:03 | 21/12/2020
Além de Fortaleza, outros nove municípios cearenses irão dividir o montante de R$ 10,3 milhões em verbas repassadas ao Ceará para continuidade de obras de saneamento básico (Foto: FÁBIO LIMA/O POVO)
Além de Fortaleza, outros nove municípios cearenses irão dividir o montante de R$ 10,3 milhões em verbas repassadas ao Ceará para continuidade de obras de saneamento básico (Foto: FÁBIO LIMA/O POVO)

O Ceará será uma das 26 unidades federativas brasileiras a serem beneficiadas com repasse de verbas do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para dar continuidade a obras de saneamento básico. Serão R$ 10,3 milhões para 12 projetos em dez municípios cearenses. O foco da ação é garantir que as atividades não sejam paralisadas em 2021 e assegurar, por meio de renovação e com novas contratações, 31,5 mil postos de trabalho.

LEIA MAIS | Com investimento de R$ 300 milhões, cobertura de esgoto em Fortaleza deve chegar a 74% até 2022

As cidades que concentram ações que receberão o investimento são Fortaleza, Aracati, Camocim, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Quixadá, Quixeramobim, Russas, Sobral e Tauá. A projeção é que 418,6 mil pessoas sejam impactadas positivamente com a conclusão dos trabalhos. Repasses serão aplicados em todas as regiões do Brasil, sendo o Ceará o estado estado do Nordeste com menor fluxo de repasse do MDR.

No Nordeste, o maior volume de investimento foi para a Bahia, que receberá R$ 128,3 milhões, terceiro maior valor anunciado pelo MDR em todo o País. A verba deve ser aplicada em 21 empreendimentos, afetando o tratamento de esgoto e fornecimento de água em 41 cidades.

LEIA TAMBÉM | Quase metade dos brasileiros não tem rede de esgoto; acesso à água pouco avança 

O estado que receberá o maior investimento financeiro do Ministério será São Paulo, agraciado com R$ 201,8 milhões. O aporte garantirá a continuidade de 44 obras em 30 municípios, atingindo 2,4 milhões de pessoas. Já o menor repasse será feito para capital de Tocantins, Palmas, que receberá R$ 5,3 milhões como garantia de dar continuidade a uma obra de esgoto na cidade com projeção de beneficiar 4,6 mil pessoas.

Ao todo, o MDR irá repassar R$ 829,8 milhões para 23 estados do Brasil e o Distrito Federal, buscando viabilizar a continuidade de 236 projetos de saneamento em 204 cidades do País. Dentre os projetos que serão beneficiados estão ações que visam garantir o abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais e também projetos de saneamento integrado.

Do valor total de investimento, a maior parte (R$ 478,6 milhões), segundo o MDR, foi obtida por meio das despesas com compromisso de utilização no Orçamento do Ministério e que não foram pagas até 31 de dezembro de anos anteriores. O restante, R$ 351,2 milhões, segundo a pasta, são fruto de créditos suplementares aprovados pelo Congresso.

LEIA MAIS | Mais de mil municípios no País estão sem contrato de serviço de água ou esgoto

“São recursos expressivos que vão permitir a continuidade de centenas de obras, garantir melhores condições de vida e de higiene para uma parcela significativa da população e, ainda, gerar milhares de empregos", destaca Rogério Marinho, titular do MDR.

Os estados que irão receber os repasses feitos pelo MDR, com compromisso de seguirem com as obras durante 2021, são: Acre, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal.