PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

'Esperamos que o gás caia, 20%, 30%. pelo menos', diz Guedes a youtuber mirim

Sob a orientação do presidente Jair Bolsonaro, a menina de dez anos fez perguntas para os ministros

13:15 | 08/09/2020
Em fevereiro de 2020, pessoas esperavam por botijões gás que seriam doados em protesto do sindicato dos petroleiros em greve (Foto: FÁBIO LIMA/O POVO)
Em fevereiro de 2020, pessoas esperavam por botijões gás que seriam doados em protesto do sindicato dos petroleiros em greve (Foto: FÁBIO LIMA/O POVO)
O ministro da Economia, Paulo Guedes, destacou nesta terça-feira, 8, redução esperada de 20% a 30% no preço gás de cozinha com a aprovação da nova Lei do Gás. O chefe da Economia foi questionado sobre o tema pela youtuber mirim Esther Castilho antes da reunião ministerial ocorrida nesta data.
 
Sob a orientação do presidente Jair Bolsonaro, a menina de dez anos fez perguntas para os ministros.
 
A questão sobre o aumento do preço do gás de cozinha foi originalmente direcionada para Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia, que se esquivou e disse: "Pergunta para o Paulo Guedes."
 
"Com ajuda do ministro Bento (Albuquerque de Minas e Energia), nós estamos aprovando a Lei do Gás Natural e aí vamos dar um choque de energia barata. Esperamos que o gás caia 20%, 30%, pelo menos", declarou Guedes.
 
O Novo Marco Legal para o Mercado de Gás Natural no País foi aprovado na Câmara na semana passada.
 
O texto, que é uma das principais pautas de interesse do governo, será agora analisado pelos senadores.
 
Pelos cálculos do governo, as novas regras para o setor podem destravar investimentos da ordem de R$ 43 bilhões.