PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

IPCA: Fortaleza tem a maior taxa acumulada do ano entre as capitais pesquisadas

O levantamento do Índice de Preços ao Consumidor Amplo 15 indica que a capital cearense possui a taxa acumulada de 1,81%, em 2020

Victor Hugo Pinheiro
12:49 | 28/04/2020
Alimentos registraram alta, de acordo com o IPCA-15 de abril
Alimentos registraram alta, de acordo com o IPCA-15 de abril (Foto: PH Santos/Especial para O Povo)

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que consiste na prévia da inflação oficial, registrou a variação de 0,2% em abril em Fortaleza e Região Metropolitana. Em relação ao ano de 2020, a Capital possui a maior taxa acumulada, com 1,81%, entre as capitas pesquisadas. No comparativo entre março e abril, houve uma queda na variação mensal de 0,24%, visto que o terceiro mês do ano teve taxa de 0,44%. Considerado os últimos 12 meses, o número registrado foi de 3,76%.

Em comparação com abril de 2019, a taxa estava em 0,99%, portanto, houve queda de 0,79% em um ano, já que nesta mesma época, o número é de 0,2%. No índice atual, os transportes tiveram a contribuição negativa mais intensa, com -0,83%. Também houve deflação em outros cinco grupos, com destaque para os artigos de residência, que tiveram taxa de -2,31%. Entre as altas, alimentos e bebidas ficaram em destaque, com 1,60% de variação mensal.

Em relação aos dados nacionais, a deflação de abril ficou em 0,01%, o que significou o menor resultado para este mês desde o início do Plano Real, em 1994. Em março deste ano, a inflação ficou registrada em 0,02%. Enquanto a mesma época do ano passado, a taxa havia ficado em 0,72%. Em 2020, o IPCA-15 acumula alta de 0,94%. Já nos últimos 12 meses, a variação acumulada foi de 2,92%, abaixo dos 3,67% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores.

Conforme foi mostrado pela Agência Brasil, os alimentos tiveram uma alta nas capitais pesquisadas, com isso, os produtos que mais puxaram o preço para cima foram os seguintes: a cebola (35,79%), o tomate (17,01%), a batata-inglesa (21,24%), a cenoura (31,67%) e as frutas (8,84%).

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística informa que, para o cálculo do IPCA-15, os preços foram coletados entre os dias 17 de março a 14 de abril e comparados com aqueles vigentes de 12 de fevereiro a 16 de março de 2020, referentes ao levantamento de abril.

Variação acumulada do IPCA-15 de 2020

Fortaleza (1,81%)

Recife (1,42%)

Belo Horizonte (1,17%)

Salvador (1,16)

São Paulo (1,11%)

Belém (1,04%)

Rio de Janeiro (1,03%)

Porto Alegre  (0,74%)

Curitiba  (0,42%)

Brasília (0,09%)

Goiânia (-0,22%)