PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Preço médio da refeição fora de casa subiu 27,33% nos últimos cinco anos, aponta levantamento

O Nordeste foi a região que registrou a menor evolução percentual do preço médio da refeição

22:02 | 25/12/2019
Cliente escolhe refeição no buffet de restaurante self-service
Cliente escolhe refeição no buffet de restaurante self-service (Foto: Mauri Melo)

Em cinco anos, brasileiros passaram a gastar 27,33% a mais com refeições fora de casa, conforme levantamento da Ticket, marca pioneira no setor de benefícios de refeição e alimentação da Edenred Brasil. Com base nos indicadores da Pesquisa +Valor, o levantamento mostra um aumento de R$ 7,48 no valor médio gasto pelo brasileiro, desde 2014, passando de R$ 27,36 para R$ 34,84 em 2018.

Segundo o diretor-geral da Ticket, Felipe Gomes, a pesquisa é fundamental para que as empresas possam avaliar seus próprios indicadores relacionados ao benefício da alimentação. O Nordeste foi a região que registrou a menor evolução percentual do preço médio da refeição nos últimos cinco anos. A diferença nos valores cobrados foi de R$ 5,68, passando de R$ 26,98, em 2014, para R$ 32,66 em 2018, com um reajuste real de 21,05%.

O período em que o crescimento se deu de maneira mais acentuada foi no triênio 2015-2017. Conforme a pesquisa, o padrão de crescimento se repetiu regionalmente, apresentando maior incremento nos preços nas regiões Centro-Oeste e Sul do país. A diferença entre a região com o menor e aquela com o maior índice de elevação dos preços é de 13,71 pontos percentuais.

Conforme o diretor-geral da Ticket, Felipe Gomes, mais do que oferecer soluções transacionais para empresas, empregados e comerciantes, a Ticket tem o objetivo de incentivar a qualidade na alimentação por meio da oferta de ferramentas que possam contribuir para a introdução de hábitos alimentares saudáveis no dia a dia. “A Ticket está, há mais de 40 anos, comprometida com iniciativas que visam o bem-estar e a melhora da qualidade de vida e saúde dos trabalhadores”, afirma o diretor-geral.