PUBLICIDADE
Economia
NOTÍCIA

Carro europeu pode ter taxa cortada pela metade

07:14 | 02/07/2019
O Brasil poderá importar carros europeus com imposto de importação reduzido pela metade assim que o acordo do Mercosul com a União Europeia entrar em vigor. Apesar de os termos preverem um prazo de 15 anos para zerar a taxa, os governos sul-americanos concordaram em baixar imediatamente o porcentual para uma cota de veículos, que representa o que os países importaram dos europeus no ano passado.
Cairá de 35% para 17,5% o imposto de importação para até 50 mil carros por ano, sendo 32 mil para o Brasil. Essa é a mesma quantidade importada pelo Brasil no ano passado. "Então não será uma abertura descontrolada. Acreditamos que preservamos o setor automotivo nacional ao mesmo tempo em que conseguimos abrir o mercado", afirmou o subsecretário de Negociações Internacionais da Secretaria de Comércio Exterior, Alexandre Lobo.
Veículos que ultrapassarem a cota continuarão pagando 35% por sete anos após o início o acordo. Depois, as tarifas cairão gradualmente chegando a 17,5% em dez anos e a zero em 15 anos. Já as autopeças não terão carência e a maior parte delas deve chegar à taxa zero nos primeiros dez anos do acordo.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Agência Estado