PUBLICIDADE
Notícias

Dólar cai e bolsa de valores do Brasil bate recorde no primeiro dia do governo Bolsonaro

Seguindo o mesmo tom da campanha, Paulo Guedes anunciou mudanças econômicas significativas logo no primeiro mês no ministério da Economia.

20:24 | 02/01/2019
NULL
NULL
[FOTO1]

No primeiro dia do governo de Jair Bolsonaro (PSL), a cotação do dólar fechou em queda e a bolsa de valores atingiu valor recorde. A mudança ocorre ao mesmo tempo em que o novo ministro da Economia, Paulo Guedes, prometeu mudanças significativas na pasta durante o novo governo.

A moeda dos Estados Unidos fechou em R$ 3,8087, o que representa uma variação negativa de 1,69%. Já a B3, bolsa de valores oficial do Brasil, registrou alta de 3,56%, o que totaliza 91.012 pontos no fechamento desta quarta-feira, 2, atingindo valor recorde. O recorde anterior, de 89.820 pontos, havia sido registrado em 3 de dezembro de 2018.

Conforme publicado na edição impressa do O POVO no dia 9 de outubro de 2018, o economista Alcântara Macedo explicou que investidores simpatizavam com a candidatura de Bolsonaro pelo perfil de propostas mais liberais, marcadas pelas privatizações, abertura econômica externa e menos intervenção do Estado.

Seguindo o mesmo tom da campanha, o "posto Ipiranga" do novo governo anunciou mudanças econômicas significativas logo no primeiro mês no ministério da Economia. 

Paulo Guedes já indicou alterações na Previdência, ao classificar o regime atual como "uma fábrica de desigualdades". O novo ministro também afirmou que um diagnóstico de sua equipe demonstrou ser necessário controlar a expansão dos gastos públicos. "Não precisa cortar dramaticamente, é não deixar crescer no ritmo que crescia", disse Guedes.

Junto a esse discurso, Guedes prometeu uma "enxurrada" de ações nos próximos dias. Uma série de medidas infraconstitucionais deve ser lançada nos primeiros 30 dias, enquanto as reformas estruturantes, que precisam ser votadas pelo Congresso Nacional, devem aguardar a posse do novo Congresso.
[SAIBAMAIS]
Privatizações e concessões

Entre as diversas mudanças prometidas pelo novo governo, foi dito nesta quarta-feira, 2, pelo novo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que o processo de privatização da Eletrobras terá continuidade. Os papéis com melhor desempenho na B3 foram a Eletrobrás, com alta de 20,72% e a Eletrobrás PNB, que cresceu 14,52%.

Paulo Guedes também afirmou que há uma série de investidores querendo entrar no País e participar do processo de concessões e privatizações, mas o Brasil tem "enorme dificuldade em desregulamentar o capital de fora". Para ele, a abertura comercial é "tridimensional" e inclui comércio de bens e serviços, novas tecnologias e investimento estrangeiro direto.

Para o novo ministro, o momento é de otimismo com o futuro da economia. "Temos toda a razão para olhar com segurança para o futuro", disse Guedes.

Com Agência Brasil
Redação O POVO Online
TAGS