Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Comer de boca aberta e com as mãos é a melhor maneira de se alimentar, diz professor de Oxford

Segundo o estudioso, a sociedade vem fazendo errado ao crer que ter "boas maneiras" é comer com a boca fechada

Pode ser difícil imaginar que comer de boca aberta durante as refeições seja um hábito adequado ou saudável. No entanto, conforme Charles Spence, professor da Universidade de Oxford, deixar a boca aberta enquanto se mastiga um alimentos é o modo correto para degustar a comida.

O docente ainda pontua que para uma experiência completa, usar as mãos também é necessário. Segundo Spence, a sociedade vem fazendo errado ao crer que ter "boas maneiras" é comer com a boca fechada.

Segundo o estudioso, deixar a boca bem aberta enquanto se mastiga promove uma valorização nos neurônios olfativos, tornando o hábito de comer mais prazeroso.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Charles Spence coordena o laboratório de Pesquisa Crossmodal de Oxford e estuda sobre os fatores sensoriais de compostos químicos orgânicos voláteis, como ésteres, cetonas, terpenóides e aldeídos, responsáveis por características fundamentais nos sabores dos alimentos.

Em entrevista ao portal britânico The Telegraph, Spence explicou a ideia por trás de suas falas sobre as maneiras mais adequadas para a ingestão de alimentos.

O professor afirma que comer de boca aberta maximiza o sabor dos alimentos, além de proporcionar mais prazer durante a mastigação.

Ele explica que a ingestão com a boca aberta ajuda a liberar compostos orgânicos voláteis, que contribuem para o olfato humano e para a percepção em geral.

O cientista complementa que o uso de talheres também é dispensável, pois assim como uma mastigação mais livre, tocar o alimento é importante enquanto se degusta a comida.

O estudo de Charles demonstrou que o que é sentido pelas mãos humanas pode mudar ou ressaltar certos aspectos na hora da degustação.

“Nosso senso de toque é também vital na percepção da comida no paladar”, disse ao The Telegraph.

O cientista ainda destaca que os indivíduos estão acostumados a deixar o ar entrar pela boca ao consumir vinho ou cerveja, mas que costumam obedecer às regras de etiqueta comum que “exigem” que as pessoas mantenham os lábios cerrados na hora de comer e os talheres postos à mesa.

Ele exemplifica que as pessoas gostam de comidas que fazem barulhos enquanto são mastigadas e que são sentidas pelo toque, como batata frita e maçã.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar