Participamos do

Uber Eats passa a permitir entrega de maconha recreativa no Canadá

De acordo com um porta-voz da empresa, os usuários poderão adquirir a maconha no aplicativo Uber Eats e retirar o produto em uma loja parceira; essa é uma estratégia para combater o mercado ilegal da cannabis no país
18:00 | Nov. 24, 2021
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Uber anunciou que seus usuários de Ontário, no Canadá, poderão fazer pedidos de maconha por meio da plataforma de entrega de refeições e alimentos online, Uber Eats. A decisão visa o crescente mercado de cannabis há algum tempo no país. Segundo dados da empresa de pesquisa BDS Analytics, a venda de maconha gera US$ 4 bilhões em receita, que deve crescer para US$ 6,7 bilhões até 2026.

Mesmo após três anos da legalização da cannabis recreativa no Canadá, o governo do país ainda tenta organizar o mercado e os vendedores legais. Os produtores ilegais ainda controlam uma grande parte das vendas anuais totais, o que corresponde mais de 40% de todas as vendas de cannabis não medicinal a nível nacional.

De acordo com um porta-voz da Uber, nesse primeiro momento, os usuários do Uber Eats poderão adquirir a maconha por meio da loja Tokyo Smoke, que entrou na listagem do aplicativo nesta segunda-feira, 22 de novembro. Os clientes vão poder fazer pedidos e retirá-los na loja mais próxima da empresa.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Questionado pela agência de notícia Reuters, sobre a possibilidade de expansão para outras províncias canadenses, ou até mesmo para os Estados Unidos, o porta-voz da empresa disse que “não há mais nada para compartilhar neste momento”. E completou: “Continuaremos observando as regulamentações e oportunidades de perto, mercado por mercado. E conforme as leis locais e federais evoluam, exploraremos oportunidades com comerciantes que operam em outras regiões”.

A entrada do mercado de cannabis no catálogo do Uber Eats é o cumprimento de uma fala do presidente executivo da Uber, Dara Khosrowshahi, que em abril deste ano disse à mídia que a companhia consideraria a distribuição de maconha levando em consideração as regulamentações locais.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags