Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

O que é um buraco negro? Saiba tudo sobre o fenômeno astronômico

Confundidos como corpos assustadores que sugam tudo ao seu redor, esses fenômenos não representam necessariamente uma ameaça. Certos elementos relacionados ao buraco negro ainda são poucos ou nada conhecidos pelos pesquisadores
22:25 | Ago. 17, 2021
Autor Mateus Brisa
Foto do autor
Mateus Brisa Estagiário
Tipo Notícia

Intrigantes e singulares, os buracos negros atraem atenção não só de cientistas, mas da população em geral. A primeira imagem de um buraco negro foi capturada por astrônomos em 2019, após décadas de teorias. Confundidos como corpos assustadores que sugam tudo ao seu redor, esses fenômenos não representam necessariamente uma ameaça.

Certos elementos relacionados aos buracos negros ainda são poucos ou nada conhecidos pelos pesquisadores. Porém, uma parte significativa dos conceitos por trás desse fenômeno astronômico tem sido definida e teorizada ao longo dos últimos anos.

Mas, afinal, o que é um buraco negro?

Os buracos negros são regiões do espaço com gravidade tão intensa que nem mesmo a luz consegue escapar de dentro. Após sua formação, a gravidade dos buracos negros atrai, comprime e destrói qualquer matéria.

Como um buraco negro se forma?

Há dois tipos de buracos negros: os estelares e os supermassivos. No primeiro, sua formação acontece devido à morte de uma estrela com massa pelo menos 15 vezes maior que o Sol. Quando explodem, após milhões de anos, essas estrelas são chamadas supernova. A matéria restante da explosão pode virar um pulsar, estrela de nêutrons, ou um buraco negro.

Quanto aos buracos negros supermassivos, não há muitas informações disponíveis sobre suas formações. Não se sabe em quanto tempo eles se formam, também. Porém, os cientistas já comprovaram que os supermassivos emitem raios-X e estão, portanto, ingerindo matéria.

Quantos buracos negros existem?

A estimativa é de que existem cerca de 100 milhões de buracos negros estelares somente na Via Láctea, incluindo um localizado no centro da galáxia. Fora dela, é possível afirmar que existem cerca de 200 bilhões de buracos negros, tendo em vista a existência de galáxias no mesmo número somente no universo visível.

Qual o buraco negro mais próximo da Terra? E o mais distante?

Um buraco negro a 1.120 anos-luz de distância da Terra, chamado HR6819, foi descoberto em 2020. A existência de outros buracos negros próximos não foi comprovada ainda, pois localizá-los é uma tarefa difícil.

O que é um horizonte de eventos?

É como uma “superfície” de um buraco negro. Ao ultrapassar o horizonte de eventos, qualquer coisa não consegue mais escapar.

Foto de um buraco negro

A imagem histórica foi a evidência mais direta já obtida da existência de buracos negros. Os astrônomos conseguiram capturar a imagem do campo magnético perto de sua borda, um grande passo para melhor compreender esses misteriosos monstros cósmicos - de acordo com um estudo divulgado em março deste ano.

Onde e quando o primeiro buraco negro foi descoberto?

A primeira vez que o termo “buraco negro” foi usado aconteceu em 1967. O cientista estadunidense John Wheeler já falava em seus estudos, à época, sobre o resultado da morte de estrelas, em conformidade com a Teoria da Relatividade Geral, criada por Albert Einstein. A teoria considera que corpos de grande massa criam deformidades no espaço-tempo.

Um buraco negro pode “engolir” uma galáxia?

Sim, mas muito lentamente. Um buraco negro massivo captura uma estrela a cada 10 mil anos. Nesse ritmo, um buraco precisa de muitos anos para “engolir” 200 bilhões de estrela, uma galáxia. Apesar disso, esses fenômenos se tornam mais rápidos com o passar do tempo.

O Sol pode virar um buraco negro?

Não. O Sol precisaria ter 15 vezes a sua própria massa para possivelmente resultar em um buraco negro.

Como cientistas estudam os buracos negros se eles não são visíveis?

Toda vez que uma matéria se aproxima de um buraco negro, um disco é formado em torno dele. Esse disco esquenta e emite energia em raio-X, possível de ser detectada por satélites.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Luz por trás do buraco negro

15:15 | Ago. 05, 2021
Autor Catalina Leite
Foto do autor
Catalina Leite Autor
Tipo Notícia