Participamos do

Operação Domus apaga pichações relacionadas a grupos criminosos em Sobral

Durante as ações, também foram executadas apreensões de veículos e um homem encaminhado a delegacia por porte de drogas
23:02 | Set. 09, 2021
Autor Lara Vieira
Foto do autor
Lara Vieira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A 13° edição da Operação Domus ocorreu nesta quinta-feira, 9, no Residencial Nova Caiçara, em Sobral, distante 231 km de Fortaleza. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a força-tarefa realizou abordagens, apreensões e uma prisão. Operação também apagou pichações de grupos criminosos. Conduzida pela Coordenadoria Integrada de Planejamento Operacional (Copol), essa é a primeira vez que município sedia a operação.

O Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE), da Polícia Militar do Ceará (PMCE), abordou 25 pessoas e 22 veículos, sendo que duas motocicletas foram recolhidas. Já a Ronda Ostensiva Municipal (Romu) da Guarda Municipal de Sobral, em apoio ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran/CE), removeu cinco veículos por irregularidades.

Ainda, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) fiscalizou a situação de 16 apenados que vivem no residencial; uma irregularidade foi detectada. Além disso, a Polícia Militar do Ceará (PMCE), conduziu um homem até a Delegacia Regional de Sobral. Ele foi abordado em uma van com uma quantidade de maconha.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Também nesta quinta-feira, uma ação de limpeza de muros foi realizada durante a ofensiva. Ao longo do dia, 53 pichações relacionadas a grupos criminosos foram apagadas no condomínio. O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), que também participou das diligências, constatou irregularidades como obstrução de saídas e ausência de extintores.

Operação Domus

A operação tem por finalidade detectar irregularidades relacionadas a ameaças recebidas por moradores, furto de energia, pessoas com mandado de prisão em aberto e outras situações encontradas durante a ofensiva, como construções irregulares em áreas comuns dos moradores. As ações também visam reforçar saturações preventivas e fiscalização de indivíduos monitorados por tornozeleiras eletrônicas.

“Nosso objetivo é identificar e evitar, aqui em Sobral, pessoas com intuito de coordenar e executar ações criminosas. A Operação Domus foi criada em Fortaleza e devemos fazer em outras cidades e bairros aqui de Sobral, sempre com as Forças de Segurança e órgãos dos parceiros dos municípios ”, explica Samuel Elânio, secretário-executivo da SSPDS.

Em quase dois meses da Operação Domus, já foram realizadas 13 edições nos residenciais Alameda das Palmeiras I e II, Cidade Jardim I e II, e Residencial Miguel Arraes, em Fortaleza. Além de Sobral, Pacatuba recebeu uma edição da ofensiva, deflagrada no Residencial Orgulho do Ceará II.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags