PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Criança com anel preso no dedo é socorrida em São Gonçalo do Amarante

Para retirar o item, a equipe dos Bombeiros realizou uma inspeção visual, onde a aliança foi cortada por meio de uma ferramenta chamada mini retifica

Mirla Nobre
23:24 | 10/03/2021
Em 2020, o Corpo de Bombeiros atendeu 110 ocorrências de retirada de anel/aliança em dedo. Em 2019, foram atendidas 61 ocorrências (Foto: Divulgação/CBMCE)
Em 2020, o Corpo de Bombeiros atendeu 110 ocorrências de retirada de anel/aliança em dedo. Em 2019, foram atendidas 61 ocorrências (Foto: Divulgação/CBMCE)

Uma criança, de nove anos de idade, ficou com anel preso no dedo e teve que ser socorrida por uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE). O caso aconteceu na manhã desta quarta-feira, 10, no município de São Gonçalo do Amarante, a 62,5 quilômetros de Fortaleza. A equipe foi acionada por volta das 10h35min, onde se encaminhou ao Hospital Geral Luiza Alcântara e Silva, local onde a criança estava, para realizar o resgate.

Para retirar o item, a equipe dos Bombeiros realizou uma inspeção visual e, mediante a ausência de risco, apesar do dedo do garoto se encontrar inchado, a aliança foi cortada por meio de uma ferramenta chamada mini retifica. Após a intervenção, os bombeiros retiram o anel preso no dedo da criança.

LEIA MAIS | Bombeiros resgatam filhotes de gatos presos atrás de azulejo de parede no São Gerardo; veja vídeo

De acordo com o tenente-coronel Anderson Viana, situações como essa são atendidas nos próprios quartéis do Corpo de Bombeiros. “Muitas pessoas se encaminham diretamente às unidades da Corporação em busca de auxílio em casos semelhantes. No entanto, recomendamos que, primeiramente, quando possível, a vítima deve se deslocar a uma unidade de saúde mais próxima de sua residência para avaliação clínica. Somente após essa avaliação que os bombeiros militares deverão atuar”, orienta o comandante de Bombeiros do Interior (CBI).

As ocorrências dos Bombeiros são acionadas por meio da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Em 2020, o Corpo de Bombeiros atendeu 110 ocorrências de retirada de anel/aliança em dedo. Em 2019, foram atendidas 61 ocorrências.