PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Rocha é dividida ao meio e removida de montanha em Pereiro; assista

A remoção dos blocos rochosos ocorreu em consonância com estudo feito em março de 2016 pelo Ministério de Minas e Energia. Foram calculadas 28 pessoas em risco, distribuídas em sete imóveis das proximidades

20:39 | 08/06/2021
Rocha de maior comprimento foi cortada ao meio e rolou por uma montanha, chamando atenção dos moradores (Foto: Reprodução/Instagram)
Rocha de maior comprimento foi cortada ao meio e rolou por uma montanha, chamando atenção dos moradores (Foto: Reprodução/Instagram)

Serviço de remoção de rocha foi realizado nessa segunda-feira, 8, por equipe contratada pela Prefeitura de Pereiro, a 327 quilômetros da Capital cearense. Na ocasião, ocorrida no distrito de Crioula, um bloco de maior comprimento foi cortado ao meio e rolou por uma montanha, chamando atenção dos moradores. Vídeos do momento foram registrados e se tornaram assunto nas redes sociais.

A remoção dos blocos rochosos ocorreu de acordo com estudo feito em março de 2016 por pesquisadores da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral (SGM), parte integrante do Ministério de Minas e Energia. À época, foi constatado risco “muito alto” de rolamentos causados pela ação de chuvas e de tremores. Foram calculadas 28 pessoas em risco, distribuídas em sete imóveis das proximidades.

LEIA TAMBÉM | Despejo de pessoas pobres e desocupações de áreas habitadas são suspensas por seis meses
Falésias como as de Canoa Quebrada e Morro Branco também têm risco de desabar devido à erosão e ondas

Em outubro de 2020, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) oficiou prazo de 10 dias para remoção da rocha. A Prefeitura de Pereiro chegou a questionar a orientação, destacando a ligação afetiva dos moradores. A obra de remoção foi iniciada ontem, conforme declarou a Prefeitura ao O POVO. A rocha de maior comprimento foi dividida ao meio por volta de 12 horas. Em seguida, os blocos foram transportados pela equipe responsável.