Participamos do

Moradores de Mucambo comemoram liberdade de ex-prefeito acusado de chefiar esquema criminoso

Com bandeiras e música, pessoas foram às ruas para comemorar a liberdade do ex-prefeito Wilebaldo Aguiar, beneficiado pela restrição de prisão em segunda instância
22:57 | Nov. 13, 2019
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ex-prefeito de Mucambo, Wilebaldo Aguiar, estava preso há um ano suspeito de chefiar um esquema criminoso de locação de veículos investigado pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). Na segunda-feira, 11, os moradores comemoraram a soltura do ex-prefeito, que foi beneficiado pelo julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) acerca da prisão em segunda instância. 

Os moradores utilizavam faixas e alguns realizaram passeata em motocicletas. Com bandeiras e música, as pessoas foram às ruas para comemorar. Alguns moradores publicaram vídeos do momento nas redes sociais. 

Conforme o Ministério Público, Wilbaldo foi preso preventivamente em 2018. Mesmo preso ele mantinha-se informado sobre os depoimentos prestados por meio de outros envolvidos. A operação, na época, foi chamada de Operação Sales, que cumpriu 28 mandados de busca e apreensão nas cidades de Mucambo, Sobral, Fortaleza, Pentecoste, Pacujá, Ubajara e Graça, assim como quatro mandados de prisão, sendo duas prisões preventivas e duas prisões temporárias. A operação teve a participação de 12 promotores de Justiça e cerca de 100 policiais civis.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A investigação apontava altos valores pagos para a locação de veículos alugados para a Prefeitura de Mucambo, com pagamento de montante superior a R$ 5 mil à empresa Lucas & Sales Construções e Locações Ltda.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags