PUBLICIDADE
Notícias

Rádio é incendiada em Morrinhos e tem perda total; já é o sexto ataque na cidade

Fonte ligada à Prefeitura do Município informa que efetivo policial não foi reforçado desde início dos ataques criminosos

16:38 | 09/01/2019
NULL
NULL
[FOTO1]
No oitavo dia de ações orquestradas por facções criminosas no Ceará, Morrinhos – distante 208 quilômetros de Fortaleza – registrou seu sexto ataque na madrugada desta quarta-feira, 9. Alvo da vez, a Rádio Princesa do Norte foi incendiada, tendo perda total dos equipamentos. Fonte ligada à Prefeitura informou ao O POVO Online que cidade não recebeu reforços no efetivo policial desde o início da crise na segurança pública deste ano.
  
Por volta de 0h10min, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar receberam chamadas de moradores informando sobre incêndio na rádio. Criminosos teriam arrombado a parede de trás do prédio e ateado fogo no local.
  
[FOTO2]
 
Preferindo resguardar identidade, fonte que trabalha na Prefeitura de Morrinhos disse que quatro computadores, dois notebooks, vários microfones e uma mesa de som foram consumidos pelo fogo. “Além de (aparelhos de) ar condicionados e eletrodomésticos. O espaço era bem amplo e tinha vários cômodos. Polícia e o Corpo de Bombeiros foram acionados para tentar solucionar o problema, mas infelizmente já era tarde”, lamentou.
  
[SAIBAMAIS] 
 
Ainda de acordo com ela, até o momento, o Município não recebeu reforço no efetivo policial, continuando a ter apenas três ou quatro agentes para fazer a segurança da cidade. Este é o sexto ataque criminoso registrado na cidade desde a última quarta-feira, 2.
  
Já foram alvos das ações criminosas prédio do Fórum municipal, agências dos Correios, do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), além de seis ônibus escolares da Prefeitura. “Agora a rádio foi ‘contemplada’ com essa onda infeliz de violência que assola o nosso Ceará. Clima aqui é de repúdio, da população, e ao mesmo tempo de medo”, disse. 
  
[FOTO3] 
 
Um dos radialistas da Princesa do Norte teria feito críticas às recentes ações criminosas. Diante disso, “ataque seria uma forma de retaliação às declarações”, segundo informou a secretária de Ação Governamental do Município, Aimee Peixoto Bruno. “Na verdade, nem sabemos ao certo o que ele teria dito, mesmo porque não existem mais as gravações, que foram queimadas”, afirmou.
  
Ela é neta de Manoel Airton Bruno, fundador da rádio. "A rádio foi inaugurada em 1992, pelo meu avô, que agora ele perdeu tudo”, lamentou.
 
 
Desbobramento
   
A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) informou que identificou um dos suspeitos de participar do incêndio à Rádio Princesa do Norte. Os primeiros levantamentos apontam para ação de dois homens durante a madrugada. A Delegacia Regional de Acaraú investiga o caso.
  
O POVO Online entrou em contato com Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na tarde desta quarta, para saber da situação do efetivo policial em Morrinhos, mas ainda não obteve resposta.
TAGS