PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Preso trio suspeito de cobrar "pedágio" e ameaçar moradores de Maranguape

Um deles reagiu à abordagem e foi baleado pela Polícia. Quatro armas foram apreendidas na ação criminosa em Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF)

Jéssika Sisnando
22:30 | 03/12/2020
Quatro armas foram apreendidas na ação da PMCE em Maranguape  (Foto: via WhatsApp O POVO )
Quatro armas foram apreendidas na ação da PMCE em Maranguape (Foto: via WhatsApp O POVO )

Uma ação da Polícia Militar (PM) em Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), resultou na prisão de três pessoas e apreensão de quatro armas, nesta quinta-feira, 3. O trio é suspeito de cobrar "pedágio" e ameaçar moradores da região. Um deles reagiu à abordagem e foi baleado pela Polícia.

Os presos são Italo Matheus Quinto Moreira, 20, David Lima Santos, 28, e Antônia Rosângela de Araújo dos Santos, 33. Foram apreendidos dois revólveres calibre 38, uma pistola calibre 380 e uma submetralhadora artesanal calibre 380, 33 munições de 380 e 14 de 38, sendo duas dessas deflagradas.

Na ocasião, a PM recebeu denúncias do "pedágio" e das ameaças na localidade de Alto do João Grande, bairro Novo Parque Iracema. Quando foram constatar a denúncia, Italo Matheus tentou fugir pelos telhados da residência, onde foi abordado por uma das composições.

Conforme a PM, ele estava armado e ameaçou os policiais. Houve ordem para que soltasse a arma. Italo não soltou e acabou baleado. Na operação, os outros suspeitos foram capturados e tiveram o armamento apreendido e localizado por meio de um cão farejador da 4ª Companhia do 2º Batalhão de Policiamento de Choque (ROCA) no matagal no entorno.

Além das armas, uma quantidade de maconha e crack e dois aparelhos celulares foram encontrados com os suspeitos.

Na ocasião, o grupo foi atuado na Delegacia de Maranguape e autuado por porte ilegal de arma de fogo, tráfico e associação para o tráfico de drogas.

LEIA MAIS: 

Substituto na chefia de núcleo do CV da Caucaia está foragido após obter habeas corpus

Quatro pessoas de uma mesma família são assassinadas em Maranguape