Policiais suspeitos de sequestro e homicídio em Maracanaú são presos

O crime aconteceu no dia 7 de novembro de 2022 no bairro Alto Alegre, em Maracanaú. Clezio Nascimento de Oliveira foi levado por cinco homens encapuzados. Dois mandados de prisão e seis de busca e apreensão foram cumpridos

Dois mandados de prisão e seis de busca e apreensão contra quatro policiais militares, um ex-policial e uma pessoa civil foram cumpridos nesta terça-feira, 28. A operação da Controladoria Geral da Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) tenta solucionar o caso do sequestro seguido de homicídio de Clezio Nascimento de Oliveira, de 32 anos, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Os outros dois alvos da operação ainda não foram encontrados, portanto, são considerados foragidos.


O material confiscado na operação será encaminhado pela DAI/CGD para o acervo da perícia e as informações serão anexadas aos dados da investigação em curso. Os dois soldados foram levados ao presídio militar e encontram-se à disposição da justiça.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine


O caso


Clezio foi visto pela última vez em novembro de 2022, quando cinco homens encapuzados chegaram em um carro de modelo Renault Sandero na cor branca, o algemaram e o levaram. Três dias depois do sequestro, a policial militar Maria Aline foi presa por participação no crime e com ela, foi apreendido o veículo que teria sido utilizado na ação.


A Promotoria de Maracanaú inclusive já denunciou a referida militar por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.


Durante as buscas para a localização do corpo da vítima, diligências foram realizadas em parceria com o canil do Corpo de Bombeiros, mas sem sucesso. A CGD esclareceu ainda que os militares também responderão a procedimentos administrativos disciplinares.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

segurança publica cgd delegacia de assuntos internos

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar