PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Dois homens são presos pela PF ao receber dinheiro falso em Itaitinga

Em uma agência dos Correios do município, os policiais abordaram dois homens que compareceram para o recebimento da correspondência e ordenaram a abertura do pacote. Dentro dele, havia R$ 2.100 em 21 cédulas falsas de R$ 100

23:01 | 20/04/2021
Agentes da Polícia Federal suspeitavam do conteúdo do envio postal (Foto: Reprodução/PF)
Agentes da Polícia Federal suspeitavam do conteúdo do envio postal (Foto: Reprodução/PF)

Um homem de 27 anos e outro de 34 foram presos em flagrante em Itaitinga nesta terça-feira, 20, ao receber cédulas falsas por correspondência. Agentes da Polícia Federal (PF) suspeitavam do conteúdo do envio postal e acompanharam o envelope de modo a identificar o destinatário.

Em uma agência dos Correios do município, os policiais abordaram dois homens que compareceram para o recebimento da correspondência e ordenaram a abertura do pacote. Dentro dele, havia R$ 2.100 em 21 cédulas falsas de R$ 100. Os suspeitos receberam voz de prisão e foram conduzidos à sede da Superintendência Regional da Polícia Federal. Indiciados pelo crime de falsificação de moeda, podem sofrer penas de até 12 anos de reclusão.

LEIA TAMBÉM | PF fecha na Caponga um dos maiores laboratórios de dinheiro falso do Brasil

Tanto a apreensão do dinheiro falso quanto as prisões ocorreram por meio de diálogo entre Coordenação de Segurança dos Correios, a Superintendência da PF no Ceará e a Unidade de Repressão ao Crime de Moeda Falsa da PF. A operação relacionada, chamada de “Rebote Fakes 2”, foi deflagrada em Piracuruca, norte do Piauí, nesta terça-feira. Durante as diligências na região, um homem foi preso sob as mesmas circunstâncias: recebendo cédulas falsas pelos Correios.

A PF também cumpriu ontem, 19, um mandado de busca e apreensão em Canindé, 121,3 quilômetros de Fortaleza, com o objetivo de arrecadar provas e identificar outros suspeitos em crime de moeda falsa. O investigado, residente no município, recebia a falsificação adquirida de terceiros. Foram realizadas duas apreensões anteriores em Canindé, que somaram R$ 2 mil reais em cédulas falsas de R$ 100 reais. O suspeito não foi preso.