PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Polícia apreende mais de 1,5 mil litros de combustíveis, prende dois suspeitos e desativa posto clandestino

Apreensão aconteceu na zona rural de Independência. Foram encontrados 36 tambores e cinco barris, além de funis, mangueiras, uma bomba de combustível, um aparelho celular e uma caminhonete F-4000, veículo que fazia o transporte da carga

20:24 | 21/09/2019
Polícia apreende mais de 1,5 mil litros de combustíveis, prende dois suspeitos e desativa posto clandestino
Polícia apreende mais de 1,5 mil litros de combustíveis, prende dois suspeitos e desativa posto clandestino(Foto: Whatsapp O POVO)

Policiais civis realizaram, na noite de sexta, 20, uma operação que resultou na desativação de um posto de combustível clandestino na cidade de Independência (Sertão de Crateús), a 310 quilômetros de Fortaleza. Duas pessoas foram presas, suspeitas de transportar e comercializar combustíveis de forma ilegal. Na ação, foi apreendido mais de 1,5 mil litros de gasolina e óleo diesel. 

De acordo com nota enviada pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o trabalho policial teve início após informações encaminhadas à delegacia sobre pessoas que realizavam o transporte irregular de combustíveis e comercializavam o produto em áreas afastadas da sede do município. Com o andamento das investigações, chegou-se a um endereço na localidade de Várzea Grande e, então, foi preparada a ação para capturar os envolvidos no crime.


Polícia apreende mais de 1,5 mil litros de combustíveis, prende dois suspeitos e desativa posto clandestino
Polícia apreende mais de 1,5 mil litros de combustíveis, prende dois suspeitos e desativa posto clandestino (Foto: Whatsapp O POVO)

Os policiais da Delegacia Municipal de Independência, com o apoio da equipe de plantão da Delegacia Regional de Crateús, saíram em diligência até o ponto indicado, onde encontraram José Medeiros de Macêdo, 61, apontado como responsável por armazenar os combustíveis; e Manoel Ronilton Bezerra Canuto, 40, que era a pessoa que transportava o material. Os dois foram presos em flagrante.

Os agentes de segurança apreenderam 36 tambores e cinco barris, além de funis, mangueiras, uma bomba de combustível, um aparelho celular e uma caminhonete F-4000, veículo que fazia o transporte da carga. A comercialização era feita em um posto clandestino, com equipamentos antigos e sem permissão dos órgãos responsáveis para funcionar. Todo material estava acondicionado em um quarto, sem qualquer segurança e ainda com combustível espalhado pelo chão. As investigações prosseguem, segundo a Polícia, para encontrar a proprietária do posto de combustível.