PUBLICIDADE
NOTÍCIA

"Maceió", primeiro peixe-boi marinho reabilitado no Ceará, é encontrado morto no Piauí

O animal havia passado sete anos se recuperando para ser devolvido ao mar. A Aquasis realiza uma campanha de divulgação de educação socioambiental, informando sobre as ações da instituição nas etapas de aclimatação, soltura e monitoramento do animal

Leonardo Maia
23:46 | 23/07/2021
Peixe-boi era chamado de "Maceió" porque foi resgatado no Pontal de Maceió (Foto: Geice Magalhães / Acervo Aquasis)
Peixe-boi era chamado de "Maceió" porque foi resgatado no Pontal de Maceió (Foto: Geice Magalhães / Acervo Aquasis)

O primeiro peixe-boi-marinho reabilitado no Ceará, nomeado como Maceió, foi encontrado morto no Rio Portinho, no município de Luís Correia, localizado no litoral do Piauí. O encalhe do animal foi identificado na manhã dessa quinta-feira, 22, pela equipe de resgate do Programa de Mamíferos Marinhos (PMM) da ONG Aquasis.

A Aquasis, em nota divulgada em suas redes sociais, disse que acredita que o animal foi atropelado acidentalmente por alguma embarcação. Em exames realizados no peixe-boi, foram verificadas diversas cicatrizes e cortes na pele, sendo “alguns sugestivos de terem sido provocados por hélices de embarcação”, conforme a ONG. Além disso, a escápula do animal estava fraturada e havia hemorragias em músculos do local.

Após a realização da soltura do animal, na Praia de Peroba, em Icapuí, no dia 25 de maio, o animal perdeu o equipamento de rastreamento após sete dias da sua liberação e não foi mais encontrado, apesar dos esforços intensos da Aquasis. A carcaça do peixe-boi foi levada para o Centro de Reabilitação de Mamíferos Marinhos (CRMM) da Aquasis, em Caucaia, para realização da necropsia e investigação da causa da morte.

“A equipe da Aquasis está consternada com a morte do Maceió, animal que foi resgatado ainda recém-nascido após encalhar no Pontal do Maceió, em Fortim/CE. Foi cuidado com muita responsabilidade, carinho e dedicação pelos nossos profissionais e voluntários durante mais de sete anos”, considerou a ONG em nota. “Apesar da perda difícil, seguiremos firmes com o nosso compromisso de atuar pela conservação desta espécie ameaçada de extinção.”

Entenda o caso

A Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas Aquáticos (Aquasis) realizou a soltura do primeiro peixe-boi-marinho reabilitado no Ceará, na manhã do dia 25 de maio, em Icapuí, no litoral cearense. "Maceió", nomeado assim em homenagem ao local de encalhe (Pontal de Maceió), foi resgatado em 15 de dezembro de 2013, com cerca de um ano de vida.

O mamífero marinho ficou seis anos em reabilitação no Sesc de Iparana e outros 10 meses em readaptação no primeiro Cativeiro de Aclimatação para peixes-bois-marinhos do Estado, na praia de Peroba. Outros três peixes-bois adultos estão no cativeiro, aguardando a soltura em breve.

Com objetivo de integrar as comunidades costeiras e veranistas ao processo de conservação do peixe-boi, a instituição está realizando uma campanha de educação socioambiental, informando sobre as ações da Aquasis nas etapas de aclimatação, soltura e monitoramento do animal. Se estendendo ao reporte de avistamentos do mamífero, principalmente se o peixe-boi-marinho estiver portando o rádio transmissor acoplado em sua cauda.