PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Polícia Civil prende décimo suspeito da morte do prefeito de Granjeiro

Thyago, conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), seria o responsável pela locação do veículo usado no dia do crime

Jéssika Sisnando
19:42 | 04/09/2020
João Gregório Neto tinha 54 anos e levou três tiros em dezembro de 2019 enquanto caminhava no entorno do açude Junco, em Granjeiro, município distante 442,2 km da Capital. (Foto: Reprodução / Facebook)
João Gregório Neto tinha 54 anos e levou três tiros em dezembro de 2019 enquanto caminhava no entorno do açude Junco, em Granjeiro, município distante 442,2 km da Capital. (Foto: Reprodução / Facebook)

O décimo suspeito da envolvimento na morte do prefeito de Granjeiro, João Gregório Neto, de 54 anos, em 24 de dezembro de 2019, foi preso nesta sexta-feira, 4. Thyago Guttyerre Pereira Alves, de 31 anos, foi encontrado e detido mediante mandado de prisão preventiva por crime de homicídio qualificado.

Thyago, conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), seria o responsável pela locação do veículo usado no dia do crime e teria participado da execução. Além ele, Manuel Fernando Mateus Ariza, de 31 anos, que segue foragido, e Wylliano Ferreira da Silva, de 30 anos, também teriam envolvimento na ação criminosa. Wylliano foi preso no dia 9 de julho, na cidade de Crato.

Conforme a SSPDS, nesta sexta-feira, 4, o suspeito se apresentou para prestar esclarecimentos e o mandado foi cumprido. 17 pessoas ligadas de forma direta e indireta ao crime foram presas ou tiveram medidas cautelares cumpridas. Dez seguem presas.

Entre as apreensões relacionadas estão R$ 120 mil em espécie, três notebooks, sete HDs e aparelhos celulares que foram recolhidos para serem submetidos a perícias.

As diligências buscam encontrar José Plácido Cunha, de 53 anos, e Manuel Fernando Ariza, de 31 anos, ambos foragidos.