Participamos do

Corpo de Bombeiros resgata mulher presa às ferragens de acidente em Caucaia

A vítima estava consciente, mas foi conduzida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para um pronto atendimento após ser encontrada com laceração na face
16:21 | Dez. 11, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Corpo de Bombeiros resgatou, na noite desta sexta-feira, 10, uma senhora mulher de 48 anos presa às ferragens de acidente de trânsito no município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza.

A vítima foi retirada do local pelos Bombeiros Militares da 3ª Companhia do 2º Batalhão de Bombeiro Militar (3ªCia/2ºBBM), com sede em Caucaia, após ficar presa às ferragens ao se envolver em um acidente com um ônibus no quilômetro 2 da Rodovia Raimundo Pessoa de Araújo. 

LEIA MAIS l Onze veículos são apreendidos em Caucaia por meio de Operação Guarida

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A guarnição de busca que atendeu a ocorrência foi liderada por A. Pereira, pelo subtenente Cristiano e os soltados Fontenelle a Valquíria. Após o resgate, foi constatado que a mulher estava consciente, mas com laceração na face. Ela chegou a ser conduzida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para um pronto atendimento.

As equipes de socorro foram acionadas por volta das 18h25min desta sexta, pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (CIOPS).

“Ao chegar no local do acidente foi verificado uma colisão, onde o carro de passeio engavetou na traseira de um ônibus, a condutora do veículo, uma senhora de 48 anos de idade ficou presa nas ferragens que foi resgatada com a utilização do kit de desencarceramento”, disse o subtenente A. Pereira. 

Segundo o tenente coronel e comandante da 3ªCia/2ºBBM, Marcos Domingos Penucho Diógenes, o  desencarcerador hidráulico é um equipamento utilizado pelos bombeiros em resgates que a vítima está presa em algum tipo de ferragem, como automóveis e aeronaves, de forma prática e segura, dispondo de ferramentas para corte, expansão e alargamento, conforme necessidade.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags