Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

12 de junho: casamento coletivo em Barbalha terá bolo de rapadura e cachaça

Barbalha terá um casamento coletivo de 15 casais no dia de Santo Antônio. A receita do bolo feito com ingredientes típicos do Cariri foi desenvolvida a partir de pesquisa de Indra Nunes

Neste Dia dos Namorado, 12 de junho, as tradições do Cariri serão celebradas com um casamento coletivo de 15 casais, os quais vão se casar na paróquia de Barbalha em celebração ao dia do santo casamenteiro, Santo Antônio. A festa terá início às 15 horas, com direito a bolo com ingredientes típico da região, como cachaça e rapadura.

Em entrevista à rádio CBN Cariri, Vanessa Moreira e Heliane Garcia conversaram com o jornalista Farias Júnior sobre as festividades do dia de Santo Antônio.

Vanessa Moreira é professora da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, e Heliane Garcia representa a Comissão do Evento do Casamento das Noivas de Santo Antônio. As duas trabalharam em conjunto para incluir, na festa das noivas, a novidade para a comunidade de Barbalha: um bolo de casamento feito a partir de elementos tradicionais da culinária da região no sul do Ceará.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

 

Bolo de casamento coletivo em Barbalha é feito de rapadura, cachaça e goma de mandioca

O bolo, que será apresentado após o casamento coletivo, foi construído a partir de uma pesquisa incentivada pela Escola de Gastronomia Social e realizada por Indra Nunes, pesquisadora e natural de Barbalha, que quis combinar um grande símbolo do casamento, o bolo, com itens cotidianos da culinária caririense.

De acordo com Vanessa, a partir do suporte institucional da Escola, Nunes pensou: “Que elementos do Cariri podem valorizar a cultura alimentar daqui?”. O intuito da pesquisa era, além de valorizar a culinária cearense, dar protagonismo às produtoras e os produtores da cozinha local e os métodos tradicionais de extração.

A partir disso, o tradicional bolo de casamento foi repensado, levando em conta itens como óleo de côco babaçu, goma de mandioca seca, açúcar de rapadura, cachaça e mel de engenho, entre outros. Um documentário registrando o processo da pesquisa e produção do bolo será exibido na tenda da festa de Santo Antônio, no largo da Igreja do Rosário, a partir das 19h30min deste domingo, 12.

A pesquisa também teve o apoio de Matusaila de Aragão Macêdo, a “Mattu”. Fundadora da primeira escola de gastronomia do Ceará, Mattu esteve, por 22 anos, à frente do programa “Nossa Cozinha”, da TV Jangadeiro, e hoje é professora e pesquisadora da área de gastronomia local.

Festa do Pau da Bandeira

Heliane Garcia explicou em detalhes a cerimônia do casamento coletivo que acontece há quatro anos durante a festa do Pau da Bandeira, em Barbalha, no dia 12 de junho. O casamento coletivo é um projeto da Escola de Saberes de Barbalha, cujo foco é a preservação do patrimônio imaterial do estado, ou seja, tudo que envolve cultura.

Na celebração, 15 casais se encontram na Igreja do Rosário, uma paróquia centenária que faz parte do Centro Histórico de Barbalha. “Existe um cortejo, como em todo casamento, mas é ainda mais grandioso porque a população toda fica esperando. As noivas fazem um desfile pela cidade em carros antigos, é muito bonito”, explicou Heliane.

O casamento começa às 15 horas, no domingo, 12. A partir das 16 horas, a recepção dos matrimônios contará com a distribuição de mil fatias do bolo desenvolvido por Indra Nunes especialmente para a festa, e a quantidade de comida impressiona: serão 15 bolos, um para cada noiva.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar