Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

MPCE e Ibama querem ampliar centros de triagem de animais silvestres no Ceará

Órgão articulam estratégias para construção de novos centros no Estado, que conta com apenas uma unidade do equipamento. Segundo MPCE, número ideal seria quatro
23:47 | Jun. 20, 2022
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A ampliação do número de Centros de Triagem de Animais Silvestres no Estado (Cetas) no Ceará é o foco de uma articulação coordenada pelo Ministério Público do Ceará (MPCE) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Nesta segunda-feira, 20, representantes dos dois órgãos se reuniram na sede da Procuradoria Geral de Justiça do Estado para discutir estratégias que permitam avanços na pauta. Atualmente, o Ceará conta com apenas um Ceta, enquanto o ideal, segundo o MPCE, seria pelo menos quatro unidades do centro.

Os equipamentos, gerenciados pelo Ibama ou por instituições ambientais, atuam no combate ao tráfico de espécies silvestres e na reintrodução dos animais resgatados no meio ambiente. Para o procurador-geral de Justiça, Manuel Pinheiro, há uma necessidade urgente no Ceará de que a estrutura desse serviço seja ampliada.

"Há uma quantidade muito grande de animais silvestres apreendidos todos os anos no Estado e a estrutura está muito aquém dessa demanda. O Ministério Público vai, junto com o Ibama, tentar articular a criação de um Fórum Estadual de Meio Ambiente para discutir essas e outras questões relacionadas à área e, a partir disso, buscar envolver os órgãos públicos, entidades da sociedade civil para que haja mais coordenação nas ações de proteção do Meio Ambiente", afirmou Pinheiro durante a reunião, que ainda contou com a presença do superintendente do Ibama, Luiz Cesar Barboza.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Além de acolher as espécies resgatados do tráfico, os Cetas também abrigam animais silvestres que tenham sido mantidos em cativeiro doméstico como animais de estimação. No Brasil, existem 45 unidades do equipamento, a maioria na região Sudeste (21), seguida pelo Nordeste (11) e Norte (7). Centro-Oeste e Sul tem três unidades cada. No Nordeste, o único estado com mais de um Ceta é a Bahia, que conta com três centros. 

OUÇA O PODCAST VOO 168 BASTIDORES

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar