Participamos do

Documentário sobre os 25 anos da Defensoria Pública é lançado em cinema de Fortaleza

A produção faz homenagem ao grupo de defensores que se mobilizou para instalar a Defensoria no estado
22:19 | Abr. 26, 2022
Autor Lara Vieira
Foto do autor
Lara Vieira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em homenagem aos 25 anos da Defensoria Pública do Ceará, a Associação dos Defensores Públicos do Ceará lança o documentário “ADPEC, Nossa História!”. A produção, que narra a luta inicial pela consolidação do órgão no Estado, terá estreia no próximo sábado, dia 30 de abril. A exibição ocorrerá no Cinema RioMar, a partir das 10h30min. A mostra inicial é apenas para convidados, porém, posteriormente, o material será divulgado para que todos tenham acesso.

 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Esta é a primeira vez na história da DPCE que o órgão será retratado em um documentário, que contará com entrevistas exclusivas. A produção, feita pela Super 7 Filmes, narra o movimento de um grupo de defensores que, em 1993, se mobilizou para instalar a Defensoria Pública no estado. Na época, o exercício da categoria era ligado à Secretaria de Justiça.

Madalena Pontes, Luciano Hortêncio, Maria Luiza Rocha, Maria Salete Amoreira, Maria Regina Pontes, Angélica Bezerra e Andréa Coelho (da esq. para direita )
Madalena Pontes, Luciano Hortêncio, Maria Luiza Rocha, Maria Salete Amoreira, Maria Regina Pontes, Angélica Bezerra e Andréa Coelho (da esq. para direita ) (Foto: ADPEC/Divulgação)

No lançamento, após a exibição do documentário, ocorrerá uma cerimônia de coquetéis com a realização de um brinde ao aniversário de 25 anos da Defensoria Pública no Ceará. A ocasião também será uma homenagem ao grupo pioneiro que consolidou a Defensoria no Estado, a ADPEC, aos Defensores e Defensoras Públicas e autoridades que contribuíram para a criação da DPCE.

Antônio Caetano Osterno Rios, Antônio Leite Tavares, Benedita Maria Basto Damasceno, Maria Amália Passos Garcia, Maria da Graça Reis, Maria Irene Mota, Mônica Maria de Paula Barroso, Maria Ocileide Forte Ramos Saraiva, Sandra Dond Ferreira e Valdenize do Nascimento Marques
Antônio Caetano Osterno Rios, Antônio Leite Tavares, Benedita Maria Basto Damasceno, Maria Amália Passos Garcia, Maria da Graça Reis, Maria Irene Mota, Mônica Maria de Paula Barroso, Maria Ocileide Forte Ramos Saraiva, Sandra Dond Ferreira e Valdenize do Nascimento Marques (Foto: ADPEC/Divulgação)

A Defensoria Pública no Ceará

Criada por meio da Lei Complementar, em junho de 1997, e sancionada pelo então governador Tasso Ribeiro Jereissati, no dia 28 de abril do mesmo ano, a DPCE passou a ser uma instituição que presta assistência judicial e extrajudicial de forma gratuita e integral a população hipossuficiente. “A Defensoria Pública existe para aqueles menos favorecidos, vulneráveis e muitas vezes sem conhecimento dos seus próprios direitos”, comenta a presidenta da Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos do Ceará (ADPEC), Andréa Coelho.

As ações da Defensoria se estendem desde a Defesa da Mulher, Idoso, Saúde, Direitos do Consumidor, entre outros. “A ADPEC tem pautado diariamente atividades em favor do defensor público, pois enxergamos a categoria e a instituição como ferramentas primordiais para a redução das desigualdades sociais e para consolidação da justiça em prol da população hipossuficiente, haja vista que suas demandas seriam tidas como invisíveis e até mesmo silenciadas se não fossem expressadas por meio dos defensores públicos”, destaca Coelho.

 
Tenha acesso a todos os colunistas. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar