Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Ceará terá sete novos campi de universidades estaduais; serão 16 novos cursos

Entre os cursos, são três novos de Medicina; Arquitetura e Urbanismo, Ciências Contábeis e Pedagogia são outras áreas comtempladas

O Ceará terá sete novos campi de universidades estaduais e 16 novos cursos ofertados pelas instituições. A ampliação e interiorização foi detalhada pelo governador Camilo Santana na manhã desta quinta-feira, 3. Os novos campi e cursos serão distribuídos da seguinte forma:

Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA): 2 campi e 5 cursos

  • Campus no município de Acaraú, com os cursos de Agronomia e de Pedagogia
  • Campus no município de Camocim, com os cursos de Ciências Contábeis e de Engenharia de Pesca
  • Curso de Agronomia, no campus de São Benedito

Universidade Estadual do Ceará (Uece): 3 campi e 7 cursos

  • Campus no município de Aracati, com os cursos de Licenciatura em Matemática e de Licenciatura em Letras Português/Inglês
  • Campus no município de Caníndé, com os cursos de Administração de Empresas e de Pedagogia
  • Campus no município de Quixeramobim, com o curso de Medicina
  • Curso de Medicina, no campus de Crateús
  • Curso de Medicina Veterinária, no campus de Tauá

Universidade Regional do Cariri (Urca): 2 campi e 4 cursos

  • Campus no município de Barbalha, com o curso de Turismo
  • Campus no município de Mauriti, com o curso de Engenharia Agronômica e Ambiental
  • Curso de Medicina, no campus de Crato
  • Curso de Arquitetura e Urbanismo, no campus de Juazeiro do Norte

Conforme o Governo, atualmente, as universidades estaduais cearenses estão presentes em 16 municípios. Com a expansão serão 23 cidades ofertando cursos superiores pela rede estadual, representado um aumento de 44%.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O intuito é garantir a capacitação de mão-de-obra para atender a demanda existente em cada localidade e assim potencializar o desenvolvimento regional. "Foram feitos estudos técnicos por cada universidade para definir quais cursos e em quais locais seriam abertos", destaca Camilo. O gestor destaca ainda que os editais dos concursos para professores efetivos serão divulgados "em breve", ainda neste semestre.

LEIA MAIS | Concursos para Uece, Uva e Urca terão vagas para 13 áreas em 12 cidades; veja quais7

O secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Carlos Décimo, enfatizou que se trata da "maior democratização do Ensino Superior" no Estado. Já a vice-governadora Izolda Cela afirmou a abertura do "funil" existente entre a finalização do Ensino Médio e a perspectiva de entrada no Ensino Superior.

"Estamos diante de um grande acerto estratégico. Não estamos apenas abrindo novos campi ou novas vagas no vestibular. É uma ação de grande impacto na economia de cada um desses municípios e regiões. É um impacto cultural, uma alteração na dinâmica educacional", ressaltou Hildebrando Soares, reitor da Universidade Estadual do Ceará (Uece), também presente na ocasião. "Estamos levando desenvolvimento, democracia, liberdade, responsabilidade social, pensamento científico e crítico para os jovens interiorianos", completou.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar