Participamos do

Por falta de chuvas, quatro cidades do Ceará estão em situação de emergência

Portaria publicada nesta quarta-feira, 24, no Diário Oficial da União, reconhece emergência por estiagem prolongada em cidades do nterior
20:27 | Nov. 24, 2021
Autor Luciano Cesário
Foto do autor
Luciano Cesário Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Governo Federal reconheceu situação de emergência em quatro municípios cearenses devido ao prolongamento da estiagem e chuvas abaixo da média no segundo semestre deste ano. A decisão foi publicada nesta quarta-feira, 24, no Diário Oficial da União (DOU). O documento, elaborado pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, cita os municípios de Tabuleiro do Norte, Iracema, Tauá e Orós, todos localizados no Interior do Estado. Outras 166 cidades do Nordeste também foram incluídas na portaria.

Com o reconhecimento, as prefeituras desses municípios podem solicitar recursos extraordinários à União para o atendimento à população atingida, restabelecimento de serviços essenciais e construção ou requalificação de equipamentos de infraestrutura. Com base nas informações enviadas pelos entes federados, por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD), a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Caso as verbas sejam aprovadas, o Governo publicará nova portaria no DOU com a especificação dos orçamentos a serem liberados.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Em julho passado, o Ministério do Desenvolvimento Regional já havia reconhecido situação de emergência por conta da estiagem nos municípios de Milhã, Crateús, Araripe e Itapagé. No mês anterior, uma outra portaria publicada pelo órgão também classificou nas mesmas condições a cidade de Canindé, distante 121 km de Fortaleza.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos, colunistas, e reportagens especiais. Clique aqui e assine OP+

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags