Participamos do

Foragidos por furtos a imóveis de alto padrão no Ceará são presos no litoral de São Paulo

A ação aconteceu nesta terça-feira, 26. Cinco homens foram presos. Dois deles são foragidos no Ceará
11:03 | Out. 28, 2021
Autor Angélica Feitosa
Foto do autor
Angélica Feitosa Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Dois homens foragidos do Ceará, suspeitos de furtos em imóveis de alto padrão em todo o País, foram presos junto a outras três pessoas na Rodovia Presidente Dutra, no Distrito de Pindamonhangaba, Litoral de São Paulo. Eles são suspeitos de quatro furtos mediante arrombamento de apartamentos em Fortaleza, entre os dias 17 e 25 de janeiro deste ano. Com eles, foram apreendidos seis celulares, joias, dinheiro e nove luvas usadas para não deixar a impressão digital nos imóveis.

Segundo a Polícia, Luiz Henrique Malandrino Filho, 19, e Juan Guilherme Viana Marques, 19, fazem parte da quadrilha especializada em arrombamento de residências de alto padrão em todo o País. As prisões aconteceram na terça-feira, 26.

LEIA MAIS| Grupo suspeito de arrombar apartamentos em Fortaleza é preso em MS

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), os cinco homens retornavam do Rio de Janeiro, após arrombarem imóveis na capital fluminense. As prisões foram realizadas por policiais civis do Departamento Estadual de Investigações Criminais de São Bernardo do Campo. Os suspeitos, que já eram monitorados, foram detidos com um veículo modelo Jeep Renegade, alugado com documentos falsos. Durante a abordagem, foram encontradas joias e objetos que serão periciados para identificação das vítimas.

Os policiais civis descobriram que os envolvidos não são cearenses e que agiam de maneira similar em diversos estados da Federação. Com o aprofundamento das investigações, parte do grupo foi localizada em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, onde se preparava para agir novamente, como indicam os levantamentos policiais em fevereiro deste ano.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags