Participamos do

Detran deve realizar mais de 12 mil processos de primeira habilitação no Ceará em setembro

Até o próximo dia 30, o órgão realiza um mutirão de exames práticos para carteira de motorista tipo B, na Arena Castelão
15:37 | Set. 22, 2021
Autor Gabriel Borges
Foto do autor
Gabriel Borges Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Rostos apreensivos aguardavam atentamente o chamado que vinha de algum dos agentes do Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE). Era a espera pelo mutirão de exames práticos para categoria B (carro) que acontece na Arena Castelão até o domingo, 30. 

A expectativa do Departamento Estadual é de que pelo menos 3 mil pessoas realizem o exame prático durante os dez dias de mutirão. Diariamente, 300 pessoas são atendidas, sendo metade do grupo pela manhã e as outras 150 durante a tarde.

Para Rodolfo Ribeiro, gerente de protocolo de habilitação do Detran-CE, 2021 deverá ser um ano representativo para o órgão, diante da quantidade de exames realizados.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"A expectativa é que esse ano tenhamos um recorde no número de primeiras habilitações. Há dois meses atrás já tínhamos mais de 50 mil processos para primeira habilitação. Neste mês, devemos realizar mais de 12 mil", comenta.

LEIA TAMBÉM| Pessoas se passam por membros de facção para aplicar golpes e ameaçar moradores

Ribeiro explica que o aumento da demanda durante os primeiros nove meses deste ano se deve, principalmente, ao tempo que o processo ficou paralisado em 2020, devido ao período mais crítico da pandemia.

"Ano passado o lockdown foi bem maior, o número de processos de habilitação caiu muito. Veio 2021 e essa demanda reprimida veio toda para esse ano", justifica.

No estacionamento externo da Arena Castelão, 15 carros e 20 servidores do Detran-CE estavam disponíveis para realizarem os testes. Toda a sinalização utilizada na pista da sede do órgão da Maraponga foi adaptada no local. Durante o período de mutirão, o Detran realizada os exames tanto na Arena Castelão, quanto na Maraponga.

Futuros motoristas

 

Entre os candidatos que estavam no local, a avaliação da estrutura montada para o mutirão foi bastante positiva, apesar do nervosismo pelo momento do teste.

"Foi tudo bem, só o nervosismo normal. Tudo tá fluindo normalmente. Estou me preparando para o dia de hoje desde junho. Estava muito nervosa. A sinalização ficou ótima, tá super fácil de entender", relata Priscila Kessia, 32.

Gabriel Melo, de apenas 20 anos, conta que venceu o nervosismo por uma causa maior, já que viu a mãe ficar acamada durante os últimos meses.

LEIA TAMBÉM| Quase meia tonelada de droga é encontrada dentro de imóvel em Pacatuba

"Essa habilitação é só pra fazer as minhas demandas e ajudar minha mãe, que ficou acamada nesses últimos tempos. Eu nunca fiz questão, mas passou a ser uma necessidade", comenta Gabriel, que já havia realizado um primeiro teste em agosto, mas só conseguiu ser aprovado no teste realizado durante o mutirão.

Leandro Pereira, 23, espera que a habilitação abra as portas do mercado de trabalho. Ele explica que está desempregado e que a pandemia acabou atrasando o processo de realização do exame para tirar a carteira.

"Fui atendido super rápido, antes do meu horário. Eu estava calmo, fiz aquilo que já tinha treinado. Paguei essa habilitação em dezembro, mas, com a pandemia, só terminei o processo agora".

Sobre o agendamento de uma data para realização dos exames práticos, o Detran pede que os candidatos procurem suas respectivas autoescolas para realizá-lo.

LEIA TAMBÉM| Homem é preso em flagrante por estuprar irmã de nove anos

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags