Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Fóssil cearense de dinossauro pode levar até quatro anos para ser devolvido ao Brasil

O presidente da Sociedade Brasileira de Paleontologia afirma que prazo para retorno do fóssil é "moderado"
08:09 | Set. 15, 2021
Autor Isabela Queiroz
Foto do autor
Isabela Queiroz Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O fóssil de dinossauro tirado ilegalmente do Brasil em 1995 e que hoje é objeto de processo jurídico pode demorar até quatro anos para retornar ao País. É o que afirma o presidente da Sociedade Brasileira de Paleontologia (SBP), Renato Guilhardi, em entrevista à Rádio O POVO/CBN nessa terça-feira, 14. O Ubirajara Jubatus, oriundo da Bacia do Araripe, no Cariri, foi exportado com documentos suspeitos à Alemanha e o Museu Estadual de História Natural Karlsruhe (SMNK) está com o fóssil desde dezembro de 2020, quando foi publicada uma pesquisa sobre o dinossauro.

O Ministério Público Federal (MPF-CE) está usando de todos os artifícios legais para que haja uma conversa com o governo alemão, de acordo com Guilhardi. “Existe uma lei alemã que fala que esse fóssil está de forma legal lá, mas essa lei passa por cima de algumas convenções que dizem o oposto, que esse fóssil deveria voltar ao nosso País”, disse o presidente da SBP.

Há ainda uma discussão por parte da Universidade Regional do Cariri sobre a saída desse fóssil do Brasil. Por se tratar de um molótipo, a peça única do fóssil, ele não poderia sair do País como foi feito. Pesquisadores de outros países que fizeram parte da pesquisa sobre o Ubirajara afirmam que receberam um documento do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), atual Agência Nacional de Mineração (ANM), autorizando a saída do fóssil do Brasil, segundo Guilhardi.

No entanto, o presidente da SBP ressalta que nesse documento não há uma descrição específica. “Ele fala de duas caixas de material fossilífero. Não se tem volume e nenhum tipo de registro no que estaria lá dentro. O DNPM não pode doar material a nenhum tipo de pessoa, nem física nem jurídica. Além disso, falta a documentação do Ministério da Ciência e Tecnologia para a saída de patrimônio cultural, histórico e natural”, explica.

A revista científica onde foi publicado o estudo sobre o Ubirajara Jubatus removeu a publicação devido à questão legal do material. “Se porventura a revista aceitar essa ideia do governo alemão de que o fóssil está de maneira legal lá e portanto publicar novamente, abre-se um precedente gigantesco pra que todo material do nosso País que está de forma ilegal fora continue fora e seja considerado legal”, aponta Guilhardi.

Se o fóssil do Ubirajara voltar ao Brasil, a SBP vai tentar fazer com que ele seja depositado no Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens, pertencente a Universidade Regional do Cariri, conforme o presidente da entidade. “Qualquer material que é devolvido para o País passa por diversos procedimentos legais para definir o destino dele. O que fazemos é tentar junto com a Agência (Nacional de Mineração) que esses fósseis devolvidos fiquem na região de retirada dele”, disse.


Geopark Araripe

 

O presidente da SBP ressaltou ainda a importância do Geopark Araripe. “Ele é fundamental para a salvaguarda de patrimônio geológico, paleontológico e até mesmo cultural do País. É o único com a chancela da Unesco no Brasil”, disse.

O Geopark é ainda importante para a preservação dos fósseis, segundo ele. “Ele tem uma função econômica social para o povo do Cariri, isso faz com que o tráfico de fósseis diminua”, afirma Guilhardi.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Cariri tem aumento no valor da tarifa de transporte intermunicipal

Cariri
18:30 | Set. 09, 2021
Autor Marília Serpa
Foto do autor
Marília Serpa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Moradores do triângulo crajubar foram pegos de surpresa com o anúncio de aumento da tarifa dos ônibus da Viametro Cariri nessa quarta-feira, 8, em quase 13%. A empresa, que administra as rotas de ônibus que circulam em Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha e Missão Velha, anunciou que as rotas intermunicipais começaram a rodar com os novos valores ainda ontem.

O aumento das passagens, que ocorre anualmente no dia 1º de agosto, é feito por meio de um cálculo paramétrico, que leva em conta as variações do combustível, da inflação e dos salários dos funcionários. Após se chegar a um resultado, a alteração é aplicada em cima dos valores tarifários. Nesse ano, houve um pouco de atraso, mas as vias que sofreram alterações foram, por enquanto, as intermunicipais.

O diretor da Viametro Cariri, André Eskinazi, afirmou, em entrevista ao jornalista Farias Júnior, na rádio CBN Cariri, que o reajuste acontece por meio de um contrato de concessão com o governo e com a prefeitura. “Quem autoriza o aumento de passagem não é a empresa. Nós temos um contrato de concessão tanto com o governo, quanto com a prefeitura, onde anualmente é feito um cálculo paramétrico", explica. "Não só subiu na Viametro, subiu também em todos os ônibus intermunicipais do Estado do Ceará. Então, todas as cidades que fazem ligações intermunicipais fizeram reajuste de 12,99%”.

O valor da rota, que antes era de R$ 2,75 para o triângulo crajubar (Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha), passou a custar R$ 3,00 a inteira e R$ 1,50 a meia, com tarifa social aos domingos de R$ 2,50 e R$ 1,25 respectivamente. Para Missão Velha, o valor cobrado era de R$ 4,00, aumentando desde ontem para R$ 5,50 a inteira e R$ 2,75 a meia, tendo tarifa social de R$ 3,50 e de R$ 1,75.

De acordo com André, a pandemia da Covid-19 também trouxe impactos para as tarifas de transporte público. “O custo é dividido pelo número de passageiros pagantes, então se você tem uma base diminuta de passageiros pagando por conta da pandemia e tem o custo de serviço aumentando, como é que você não consegue reajustar?”, pontua.

Em agosto de 2019, foram transportados 678 mil passageiros pela Viametro no triângulo crajubar. Atualmente, houve diminuição para 315 mil, significando pelo menos 50% de redução. A demanda atual é de 54,93%, com 75% da frota operante a fim de evitar lotação nos ônibus por conta da pandemia.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Sem queimadas: órgãos ambientais podem orientar sobre técnicas para limpeza de quintais

B-R-O BRÓ
19:49 | Set. 07, 2021
Autor Catalina Leite
Foto do autor
Catalina Leite Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

As condições climáticas dos últimos meses do ano favorecem queimadas, que se tornam bem mais problemáticas com a ação humana. O alerta é do tenente coronel Agnaldo Alexandre, comandante do 5º Batalhão de Bombeiros de Juazeiro do Norte, à rádio CBN Cariri.

“Estamos em um período muito crítico, com temperaturas elevadas, fortes ventos, umidade relativa do ar baixa, muita vegetação seca e a ação do homem”, especifica o tenente coronel. Nessa época, é comum que agricultores realizem a queima dos terrenos para iniciar uma nova plantação. No entanto, a prática é proibida por lei e pode ser penalizada com dois a quatro anos de detenção.

Dessa forma, o ideal é que os interessados procurem órgãos relacionados ao meio ambiente, como a Secretaria do Meio Ambiente do Ceará (Semace), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) ou o próprio Corpo de Bombeiros para identificar as melhores estratégias para limpeza de terreno sem o uso do fogo.

“Existem vários tipos de manejo e isso é feito pelo sistema envolvido com o meio ambiente, todas as secretarias envolvidas com o meio ambiente fazem esse tipo de orientação. Elas informam quais as melhores técnicas, que dependem do território, do local, observa-se o relevo e tudo que circunda a área”, explica o comandante Agnaldo.

Durante a entrevista à rádio CBN Cariri, o tenente coronel lamenta os incêndios iniciados por puro prazer. “[Essas pessoas] não tem visão, não tem respeito nem pelas pessoas, nem pelo meio ambiente”, critica, especialmente ao relembrar a morte de um homem em Farias Brito (CE). Na ocasião, ele tentava combater um incêndio, mas o vento mudou de direção e ele se viu encurralado. Por inalar muita fumaça, o homem faleceu.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Governo diz que intercâmbio econômico Ceará, Pernambuco e Paraíba será impulsionado com restauração da CE-397

ECONOMIA
20:33 | Set. 06, 2021
Autor Beatriz Cavalcante
Foto do autor
Beatriz Cavalcante Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Governo do Ceará divulgou nesta segunda-feira, 6, balanço com investimento que soma R$ 35,5 milhões na CE-397. Segundo o Executivo estadual, o intercâmbio socioeconômico entre Ceará, Pernambuco e Paraíba deve ser impulsionado, bem como o transporte de produtos típicos da agropecuária desenvolvida no Cariri.

A infraestrutura rodoviária da Região, inclusive nos municípios do extremo sul do Ceará que fazem divisa com Pernambuco e Paraíba receberam as melhorias. Brejo Santo e Mauriti, por exemplo, ganharam quase 55,5 quilômetros (km) de asfalto restaurados em dois trechos da rodovia CE-397.

Contabilizando apenas Brejo Santo, são 22,3 quilômetros com nova pavimentação, desde a sede do município até o distrito de Poço do Pau. A melhoria chega ao acesso da BR-116 e CE-496 em direção a Pernambuco.

Em Mauriti, vai da sede até a divisa com a Paraíba, interligando 33 km do trecho da CE-397 com a CE-384, e passando pelo distrito de São Miguel.

“Entregamos mais dois trechos viários para a população caririense na CE-397, que passou por revestimento asfáltico em tratamento superficial duplo, drenagem superficial e profunda, incluindo drenagem na zona urbana de Brejo Santo. Isso garante mais trafegabilidade para os que ali vivem e tiram seu sustento da agricultura familiar”, detalha o gerente de Obras Rodoviárias da SOP, Quirino Ponte, no balanço.

O Governo do Ceará ainda informa que o trecho de Brejo Santo vai receber nova sinalização vertical e horizontal nas próximas semanas. 

Todas as melhorias na CE-397 beneficiam pelo menos sete comunidades que ficam às margens da rodovia: São Sebastião, Boa Vista e Poço do Pau em Brejo Santo; e Coité, São Miguel, Nova Santa Cruz e Maraguá em Mauriti. (Com Airton Lima Jr., do Governo do Estado)

 

 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Habibs inaugura primeiro restaurante em Juazeiro do Norte

ECONOMIA
12:10 | Set. 03, 2021
Autor Beatriz Cavalcante
Foto do autor
Beatriz Cavalcante Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Habib’s inaugurou o primeiro restaurante da marca em Juazeiro do Norte, no Ceará, com drive-thru, delivery, pedido para viagem e atendimento presencial. O estabelecimento fica na avenida Padre Cícero, 2555, na área externa do Cariri Garden Shopping.

 

Na unidade de 1.251 metros quadrados (m²), divididos em 101 lugares no salão, estacionamento para 25 carros e drive-thru, são empregados 58 colaboradores.

O cardápio é o completo da rede, compondo ainda as promoções das demais unidades Habib’s pelo Brasil, como a promoção Placa Premiada, programa de fidelidade Habibers, além de opção de pedidos pelo site e app e combos promocionais.

Entenda o programa de fidelidade Habibers

O Clube de Fidelidade do Habib’s trabalha com brindes, promoções, sorteios e acesso antecipado a lançamentos. Também funciona com pontos: a cada R$ 1 gasto em qualquer um dos canais de venda, o cliente ganha um ponto para descontos ou trocas por itens do cardápio da loja.

Sobre a Promoção Placa Premiada

A campanha Placa Premiada oferecerá R$ 3 milhões em prêmios instantâneos e em sorteios especiais para os carros que passarem pelos drives da marca em todo o Brasil.

Os clientes que passarem pelo drive-thru serão direcionados por um QR Code para o site Placa Premiada, para participar da roleta virtual e concorrer a prêmios instantâneos de 1, 2, 3 ou 30 bib’sfihas. O resgate do prêmio acontece na mesma hora, junto com a retirada do pedido.

Além disso, a cada R$ 20 em produtos, os consumidores poderão concorrer semanalmente a prêmios de R$ 10 mil reais, além de um carro ao final da promoção.

Para participar, o consumidor deve ser membro ou se registrar no programa de relacionamento da marca - Habibers e cadastrar o cupom fiscal. A Promoção é válida de 26 de julho de 2021 a 17 de outubro de 2021.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Aulas na rede municipal do Crato iniciam na segunda-feira

Retomada das aulas
08:19 | Set. 03, 2021
Autor Levi Aguiar
Foto do autor
Levi Aguiar Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

As aulas presenciais da rede pública no município do Crato estão previstas para iniciarem no próximo dia 8 de setembro. A princípio, os estudantes passarão a ter aulas no formato híbrido, escalando entre turmas que estarão presencialmente nas escolas e outras que assistirão aulas remotas.

À Rádio CBN Cariri, nesta quinta-feira, 2, a secretária de educação do Crato, Germana Brito, disse que toda a rede de Educação ligada à Secretaria Municipal do Crato está preparada para receber os alunos e professores depois de um ano e meio de ausência e funcionamento remoto das aulas. “O contato direto com os professores é essencial”, relata.

LEIA MAIS | O que funciona em Fortaleza no feriado de 7 de Setembro, dia da Independência do Brasil

"É sobre o nosso futuro": indígenas cearenses acompanham votação do marco temporal em ato pacifico no Centro

A titular da Secretaria da Educação conta que o retorno deve funcionar gradualmente e em sistema de rodízios. “Vamos começar com as turmas do infantil V, 2º e 5º anos do fundamental I, turmas do 9º do ensino fundamental ll e a Educação de Jovens e Adultos (EJA) IV“.

Germana explica que os professores estarão presencialmente com uma turma e após isso estarão com outra turma remotamente. “Por exemplo, em um horário de 7h às 9h30, o professora dá aula para uma turma. Quando esse encontro acaba, os alunos podem merendar e ir para suas casas. A partir das 10h, o professor inicia com outra turma de forma remota”.

As aulas presenciais serão reduzidas, mas devem respeitar o cronograma. Assim como a carga horária dos professores. “Se um professor dá 6 aulas semanais, significa dizer que 3 serão presenciais e 3 remotas”, explica a secretária.

Foi montado um suporte que distribui os materiais para os alunos que não possuem acesso às atividades disponibilizadas pela plataforma, por meio da distribuição de xerox. Além de disponibilidade para atendimento individual aos alunos por parte dos professores, comenta Germana.

Por fim, a titular informa que foi feito uma avaliação que busca diagnosticar quais foram os impactos da pandemia e do ensino híbrido para os estudantes do município, examinando o nível de aprendizagem dos alunos. "O intuito é que na retomada a gente recupere cada aluno, além de fazer uma adaptação do currículo", conclui.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags