PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Suspeito de agredir companheira é preso em São Gonçalo do Amarante

Homem foi conduzido à Delegacia Metropolitana de Caucaia. Ele já possuía passagens por posse ilegal de arma de fogo

Marília Freitas
16:42 | 20/06/2021
O suspeito foi conduzido para a Delegacia Metropolitana de Caucaia, unidade plantonista da Polícia Civil cearense (PCCE).  (Foto: Polícia Civil do Ceará)
O suspeito foi conduzido para a Delegacia Metropolitana de Caucaia, unidade plantonista da Polícia Civil cearense (PCCE). (Foto: Polícia Civil do Ceará)

Um homem de 24 anos suspeito de agredir a companheira na madrugada do sábado, 19, foi preso pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) em São Gonçalo do Amarante. O suspeito foi conduzido para a Delegacia Metropolitana de Caucaia, unidade plantonista da Polícia Civil cearense (PCCE). Uma faca foi apreendida durante a ação. O nome do homem não foi divulgado para preservar a identidade da vítima.

Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), os policiais militares foram acionados para uma ocorrência de violência doméstica no distrito de Taíba. No endereço indicado, os militares encontraram a vítima lesionada e o indivíduo em posse de uma faca. Diante disso, o casal foi encaminhado para a unidade policial que cobre a região, onde foi ouvido.

O suspeito, que já possuía passagens por posse ilegal de arma de fogo, foi autuado em flagrante por lesão corporal dolosa e ameaça no contexto de violência doméstica e familiar. Já a mulher solicitou medidas protetivas de urgência contra ele.

LEIA MAIS | + Saiba como denunciar violência doméstica durante pandemia

Em maio, no Ceará, foram 1.534 registros de pessoas do gênero feminino vítimas de violência registrada na Lei nº 11.340/2006 - a Lei Maria da Penha. Um total de 23,3% dos casos frequentemente são denunciados aos domingos, das 18h às 23h59.

De acordo com a Lei Maria da Penha, esse tipo de violência é caracterizado pela ação ou omissão que cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico da mulher. Ainda estão na lista danos morais ou patrimoniais a mulheres.

Denúncias

A população pode contribuir repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais na região. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da SSPDS, ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, pelo qual podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As informações também podem ser direcionadas para o (85) 3315-4502, Delegacia Metropolitana de São Gonçalo do Amarante. O sigilo e o anonimato são garantidos.