PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Saiba como agir em casos de engasgo de bebês e crianças

Para ajudar pais ou tutores em casos de engasgos com bebês e crianças, o Corpo de Bombeiros Militar do Ceará disponibilizou dicas de medidas imediatas e importantes que podem ser determinantes para salvar vidas

21:10 | 08/06/2021
Saber como agir em um momento de engasgo pode ser crucial para salvar a vida dos pequenos (Foto: Reprodução/Corpo de Bombeiros Militar do Ceará)
Saber como agir em um momento de engasgo pode ser crucial para salvar a vida dos pequenos (Foto: Reprodução/Corpo de Bombeiros Militar do Ceará)

Saber como agir em um momento de engasgo pode salvar a vida de uma criança. Com o objetivo de orientar a população sobre ações rápidas que podem ser determinantes para impedir que uma criança morra engasgada, o Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE) forneceu dicas de como agir em caso de engasgo dos pequenos.

LEIA MAIS l Corpo de Bombeiros resgata cadela presa entre paredes em Maracanaú; veja vídeo 
+ Corpo de Bombeiros apaga incêndio em carreta na BR-116

É normal que crianças que estão entrando na fase de introdução alimentar se engasguem com mais facilidade, pois ainda estão em processo de aprender a triturar os alimentos com os poucos dentes presentes na boca para, então, poder engolir.

Além disso, há etapas na vida de uma criança em que ela cria o hábito de levar qualquer objeto à boca, demandando maior atenção por parte dos pais ou responsáveis a fim de evitar possíveis acidentes com engasgo que podem levá-las à morte.

O que é o engasgo?

O engasgo é uma forma do organismo expelir o alimento ou objeto que desceu pelo “caminho errado” ao ser engolido. Na parte superior da laringe, se encontra a epiglote, que funciona como uma válvula que permanece aberta para permitir a chegada de ar até os pulmões, mas que se fecha quando algo é engolido.

Esse mecanismo do organismo ocorre para bloquear a passagem do alimento para os pulmões, o encaminhando ao estômago. Contudo, quando o alimento é engolido e levado para o local errado, ocorre o engasgo. É nesse momento que, principalmente em casos de crianças e bebês, medidas rápidas devem ser tomadas para evitar futuras complicações pelo comprometimento da respiração que o engasgo gera.

Manobra de Heimlich

Segundo as dicas do CBMCE, quando uma criança se engasga, o ideal é se posicionar por trás dela, enlaçando-a com os braços ao redor de seu abdome. Uma das mãos deve permanecer fechada sobre a “boca do estômago” (região epigástrica), enquanto a outra mão comprime a primeira, ao mesmo tempo em que empurra a “boca do estômago” para dentro e para cima, como se quisesse levantar a vítima do chão.

Os movimentos devem ser de compressão, para dentro e para cima como uma letra J, até que a criança elimine o corpo estranho. Essa é a Manobra de Heimlich, técnica eficaz e segura em casos de engasgo nos pequenos.

Já em casos de engasgos em um bebê, o CBMCE aconselha colocá-lo de bruços em cima de um dos braços, fazendo cinco compressões entre o meio das costas. Após isso, o bebê deve ser virado de barriga para cima, efetuando mais cinco compressões sobre o esterno, parte do corpo que divide o peitoral da criança.

É importante tentar visualizar o corpo estranho para retirá-lo da boca do bebê delicadamente. Caso não seja possível, é necessário repetir as compressões quantas vezes for possível, até chegar a uma unidade hospitalar de emergência. Lembrando que tais medidas só devem ser tomadas se o bebê estiver consciente. Em estado de inconsciência, a ação imediata mais importante é levá-lo ao hospital mais próximo.

O CBMCE destaca que apenas médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar situações de engasgo, indicar tratamentos e receitar medicamentos. As dicas disponibilizadas e compartilhadas possuem apenas caráter educativo.