Participamos do

Açude Acarape, em Redenção, é o 19º a sangrar no Ceará

Nas últimas 24 horas, o município registrou 43 milímetros de precipitações, segundo a Funceme
15:54 | Mai. 13, 2021
Autor Mirla Nobre
Foto do autor
Mirla Nobre Repórter-trainee
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O açude Acarape do Meio, localizado no município de Redenção, a 62 quilômetros de Fortaleza, é o 19º reservatório a sangrar no Ceará em 2021. Dados de monitoramento Hidrológico da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) revelam que a água atingiu o nível máximo de 29.6 de capacidade, nesta quinta-feira, 13. Nas últimas 24 horas, o município registrou 43 milímetros de precipitações, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Veja o vídeo


O monitoramento da Cogerh ainda revela, com dados atualizados às 14h21min desta quinta, 13, que 15 açudes estão secos ou com volume morto. Ao todo, cinco açudes se encontram com volume seco: Forquilha II (Tauá), Madeiro (Pereiro), Monsenhor Tabosa (Monsenhor Tabosa), Pirabibu (Quixeramobim) e Salão (Canindé).

LEIA TAMBÉM | Castanhão sobe 17 centímetros em 48 horas

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Outros dez estão com volume morto: Barra Velha (Independência), Castro (Itapiúna), Cipoada (Morada Nova), Joaquim Távora (Jaguaribe), Pompeu Sobrinho (Choró), Potiretama (Potiretama), São Domingos (Caridade), Sousa (Canindé), Trapiá II (Pedra Branca) e Várzea do Boi (Tauá). A situação de volume ocorre  quando os açudes têm água, mas não em nível suficiente para que haja retirada para abastecimento. Eles são considerados com menos de 5% da capacidade.

No cenário mais positivo, o Estado registra 31 açudes com volume acima de 90% de sua capacidade. Nos últimos sete dias, o maior aporte de água foi de mais de 13 milhões de m³ e ocorreu no açude de Orós, a 335,6 quilômetros de Fortaleza. No entanto, o panorama aponta que o Ceará ainda está longe de uma reserva tranquila.

Dos 155 açudes acompanhados pela Cogerh, 46 têm volumes inferiores a 30%. A capacidade total dos açudes é de 18,5 bilhões de metros cúbicos de reserva hídrica no território cearense. Entretanto, o volume atual de todos está em 5,50 bilhões de m³, correspondendo a 29,6% da capacidade.

Dentre os reservatórios estratégicos no abastecimento do Estado, o Castanhão, responsável pelo abastecimento de municípios do Vale do Jaguaribe e da Grande Fortaleza, registra nesta quinta-feira, 13, volume acumulado de 12,97% e ainda inspira atenção. Já o Banabuiú, no Sertão Central, e o Orós, no Centro Sul, registram basicamente o mesmo volume do ano passado, 9,04% e 28,7%, respectivamente.

LEIA TAMBÉM | Suspensão de bombeamento em trecho no São Francisco é adiada para o fim de maio


Veja os açudes que estão sangrando no Ceará


- Acaraú Mirim (Massapê)

- São Vicente (Santana do Acaraú)

- Sobral (Sobral)

- Caldeirões (Saboeiro)

- Faé (Quixelô)

- Quincoé (Acopiara)

- Valério (Alterneira)

- Jabotá (Milhã)

- Angicos (Coreaú)

- Itaúna (Granja)

- Trapiá III (Coreaú)

- Tucunduba (Senador Sá)

- Gameleira (Itapipoca)

- São Pedro Timbaúba (Miraíma)

- Acarape do Meio (Redenção)

- Germinal (Palmácia)

- Tijuquinha (Baturité)

- Barragem do Batalhão (Crateús)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags