Participamos do

Prefeitura de Fortaleza afirma que gestantes não são vacinadas com imunizante da AstraZeneca

Anvisa recomendou o não uso do imunizante. Na Capital, gestantes são vacinadas com imunizante da Pfizer
11:02 | Mai. 11, 2021
Autor Levi Aguiar
Foto do autor
Levi Aguiar Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em Fortaleza, a imunização de gestantes contra a Covid-19 está sendo feita com a vacina da Pfizer. Por isso não deverá ter o processo de imunização deste público atingido pela decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que, na manhã desta terça-feira, 11, recomendou a suspensão imediata do uso da vacina AstraZeneca/Fiocruz contra a Covid-19 em mulheres gestantes. A orientação surge em meio a investigações do Ministério da Saúde sobre a morte de uma gestante do Rio de Janeiro após uso do imunizante.

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) aguarda o posicionamento do Ministério da Saúde sobre Programa Nacional de Imunização e a utilização da vacina AstraZeneca/Fiocruz em mulheres gestantes. Até o momento, a Agência recomenda somente a aplicação das vacinas CoronaVac e a Pfizer em grávidas.

LEIA TAMBÉM 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

| 3ª fase: público que perdeu agendamento pode ser vacinado nesta terça-feira, 11 |

| Vacinação da gripe: grupo da primeira fase pode receber imunizante na segunda fase |

A capital cearense está na sua terceira fase da campanha de vacinação contra a Covid-19, que teve início na última quarta-feira, 5. O grupo inclui gestantes, puérperas, pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente que receberam a confirmação do agendamento por mensagem ou tiveram o nome divulgado nas listas. O público da terceira fase que perdeu o agendamento terá oportunidade de receber o imunizante nesta terça-feira, 11. O anúncio foi feito pelo prefeito José Sarto na noite da última segunda-feira, 10, nas redes sociais.

RECOMENDAÇÃO DA ANVISA:

A orientação da Anvisa é que a indicação da bula da vacina AstraZeneca seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). A orientação é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas Covid em uso no país.

O uso “off label” de vacinas, ou seja, em situações não previstas na bula, só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios da vacina para a paciente. A bula atual da vacina contra Covid da AstraZeneca não recomenda o uso da vacina sem orientação médica.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags