PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Confira lista de 250 mil famílias beneficiadas com Vale Gás Social

130.314 tíquetes serão distribuídos a 184 cidades cearenses na próxima semana. Os botijões são fornecidos ao Estado pela empresa Nacional Gás, que vai vender os itens a preço de custo

22:22 | 31/03/2021
Os botijões são fornecidos ao Estado pela empresa Nacional Gás (Foto: Aurelio Alves)
Os botijões são fornecidos ao Estado pela empresa Nacional Gás (Foto: Aurelio Alves)

A lista com mais de 250 mil famílias beneficiadas pelo programa Vale Gás Social foi divulgada nesta quarta-feira, 31, pelo governo estadual no site da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS). O primeiro lote será entregue às prefeituras municipais na próxima semana.

>> CLIQUE AQUI PARA TER ACESSO À LISTA

130.314 tíquetes serão distribuídos a 184 cidades cearenses neste começo de abril. No mês seguinte, outros 125.263 serão entregues, totalizando 255.577 vales compartilhados. O auxílio tem como foco famílias em situação de vulnerabilidade social e foi sancionado pelo governador Camilo Santana na segunda-feira, 29.

“A partir dos critérios determinados em decreto identificamos as famílias beneficiárias. Essa relação será compartilhada com as gestões municipais para que, quando estas estiverem com os Vale Gás em mãos, possam entregar às famílias o mais rápido possível”, explica Socorro França, titular da SPS.

Serão contempladas pelo programa as famílias beneficiárias do Cartão Mais Infância Ceará; inseridas no Cadastro Único (CadÚnico) e atendidas pelo Programa Bolsa Família, com renda individual igual ou inferior a R$ 89,34; e os jovens participantes do Programa Superação.

LEIA TAMBÉM | Camilo assina nomeação de 1.250 professores aprovados em concurso da Seduc
Campanha arrecada cestas básicas para mulheres em situação de vulnerabilidade

Os botijões de 13 kg serão fornecidos ao Estado pela empresa Nacional Gás, que venderá os itens a preço de custo. “Estamos atravessando uma segunda onda, quando novamente precisamos ficar em casa. Medidas como essa ajudam as famílias a enfrentar as restrições tão necessárias para sairmos dessa crise”, diz Socorro.