PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Preocupado com aumento de casos, Camilo antecipa reunião sobre Covid-19 e deve anunciar medidas

Realizada geralmente às sextas-feiras, junto com o anúncio do decreto, o próximo encontro ocorrerá amanhã, 21, de manhã. Entre os anúncios, deve haver ampliação de leitos para Covid-19

12:36 | 20/01/2021
Reunião acontecerá amanhã, 21 (Foto: Reprodução/Facebook)
Reunião acontecerá amanhã, 21 (Foto: Reprodução/Facebook)

Atualizada às 13h25min de 21/01/2021

Em publicação nas redes sociais, o governador do Estado do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou a antecipação da reunião do Comitê que delibera sobre o Decreto Estadual. Realizada geralmente às sextas-feiras, junto com o anúncio do decreto, o encontro foi antecipado, para a quinta-feira, 21, de manhã. O governador apresentou um plano de ampliação de leitos para a Covid-19. E anunciou restrições a viagens e áreas de lazer em condomínios. (Veja mais aqui sobre as medidas contra Covid-19). O motivo da antecipação vem diante de um aumento de casos registrados desde meados de outubro, principalmente puxado para a Capital.

"Mesmo com o início da vacinação, sem a previsão do Ministério para os próximos lotes, esse processo deve se estender pelos próximos meses. Portanto muita gente ainda continuará sem imunização por um certo período, o que nos deixa em alerta para uma possível continuidade do aumento de casos e da pressão assistencial", informou o governador.

Reunião desde o começo da manhã com nossa equipe da Saúde e com o prefeito Sarto avaliando o aumento dos números da...

Publicado por Camilo Santana em Quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

A vacinação no Ceará começou na última segunda-feira, 18. Segundo o Ministério da Saúde, são 186.720 doses no Ceará para público geral e mais 42.480 separadas para população indígena. A soma dá 229.200 doses. A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) estimou 218 mil doses.

Entretanto, todos não deverão se vacinar de uma só vez. As primeiras doses serão distribuídas entre pessoas com 60 anos ou mais vivendo em instituições de longa permanência; pessoas com deficiência vivendo em instituições de longa permanência; população indígena vivendo em terras indígenas; e trabalhadores de saúde na linha de frente contra a Covid-19.

LEIA TAMBÉM | Veja como serão divididas as doses da vacina contra Covid-19 na população do Ceará

Os profissionais de saúde serão vacinados nos locais de trabalho. Gestantes não receberão vacina. Em São Paulo, um médico cearense já recebeu a vacina. As medidas de segurança, entretanto, devem seguir. O uso de máscara, distanciamento social e evitar aglomerações devem ser mantidas. Isso porque a imunidade da vacina não é imediata: vacinas servem para treinar o sistema imunológico na resposta a um invasor que pode causar doenças. Quando o organismo humano recebe uma vacina, o corpo dá início a um processo de geração de memória imunológica, que vai proteger o vacinado contra futuros ataques.

Podcast discute a política em torno das vacinas: