PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Foragido acusado de envolvimento em 200 assassinatos na Bahia é preso em Iguatu, no Ceará

A prisão do acusado foi feita na tarde desta terça-feira, 12, pela Polícia Militar do Ceará após três meses de investigações

Alan Magno
23:23 | 12/01/2021
Foragido da Bahia, acusado de envolvimentos em 200 assassinatos, Robson Luxúria foi preso em Iguatu, no Ceará, onde ostentava em meio a jóias e artigos de luxo (Foto: Divulgação SSPDS)
Foragido da Bahia, acusado de envolvimentos em 200 assassinatos, Robson Luxúria foi preso em Iguatu, no Ceará, onde ostentava em meio a jóias e artigos de luxo (Foto: Divulgação SSPDS)

Acusado de envolvimento em cerca de 200 homicídios no estado da Bahia, Robson de Jesus, de 36 anos, foi capturado na tarde desta terça-feira, 12. O homem, conhecido como “Robson Luxúria”,  era um dos mais procurados pela polícia baiana e foi preso no município cearense de Iguatu. A captura ocorreu em uma operação integrada das Polícias Civil (PCCE) e Militar (PMCE) do Ceará após três meses de investigações.

Robson foi surpreendido pelos policiais e preso dentro da própria residência, uma mansão localizada no bairro Planalto, onde esbanjava uma vida de luxo ao lado da companheira. No local foram apreendidos dezenas de jóias, 47 relógios de alto padrão, sete aparelhos celulares, 29 chips telefônicos e documentos falsos, além de outros artigos de luxo.

A apuração das forças de segurança revelou ainda que ele utilizava um nome falso no Ceará e que sempre que saia de casa, transitava pelas vias de Iguatu e arredores com uma Hilux de cor cinza, como forma de evitar ser visto em público.

O veículo foi interceptado por policiais nesta terça-feira e foi fundamental na prisão de Robson. Por meio de um cerco ao carro, a operação conseguiu capturar a companheira de Robson, que, após ser rendida pelos policiais, revelou o endereço do esconderijo dele. A partir disso, ele foi preso.

Informações preliminares divulgadas afirmam que os presos foram conduzidos até a Delegacia Regional de Iguatu, unidade que gerenciou toda a operação, onde um procedimento de custódia estaria sendo iniciado ainda na noite desta terça-feira. Segundo as forças policiais, mais detalhes sobre o caso serão divulgados ao longo da quarta-feira, 13.