PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Fiocruz Ceará vai sediar Instituto Pasteur de Paris e incentivar o desenvolvimento de pesquisas em saúde

Entre as propostas está o segmento de pesquisas e insumos para tratamento de doenças crônico-degenerativas com células-tronco, além do tratamento para o câncer, usando a metodologia de CAR-T Cell

11:19 | 08/12/2020
 (Foto: DIVULGAÇÃO)
(Foto: DIVULGAÇÃO)

Com implantação prevista para 2021, A Fiocruz Ceará vai sediar uma unidade do Instituto Pasteur de Paris. A chegada do equipamento vai incentivar a linha de desenvolvimento de pesquisa em saúde. Junto do sítio Pasteur-Fiocruz, vai funcionar também a Plataforma de Pesquisa e Produção de Insumos para Terapia Celular na Fiocruz Ceará.

Entre as propostas está o segmento de pesquisas e insumos para tratamento de doenças crônico-degenerativas com células-tronco, além do tratamento para o câncer, usando a metodologia de CAR-T Cell. Essa tecnologia consiste em fazer com que as próprias células do paciente destruam o tumor. Isso acontece com o uso de receptores de antígeno quiméricos (CARs) em células linfócitos (CAR-T Cell), que são células de defesa cultivadas no laboratório e colocados de volta no paciente. Grande parte dos equipamentos necessários para o funcionamento do Laboratório já foi adquirida.

O projeto é coordenado pelos pesquisadores Marcos Lorenzoni e Gilvan Furtado, e já tem como resultado a primeira dissertação de Mestrado do Grupo de Engenharia de Proteínas e Soluções para a Saúde (GEPeSS) da Fiocruz Ceará. O grupo faz parte de uma rede envolvendo pesquisadores do Instituto Nacional de Câncer (Inca), Fiocruz e Universidade de Brasília, aprovado em edital de fomento para plataformas inovadoras em terapias avançadas do Ministério da Saúde.

A terapia necessita de centros especializados para acolhimento e coleta de sangue dos pacientes e um local equipado para isolar, transformar, padronizar e reinserir os linfócitos T, em leitos hospitalares com Unidade de Terapia Intensiva. Tudo isso transforma o tratamento em terapia de alto custo e inviável para grande parte da população brasileira. Os estudos desenvolvidos, entretanto, propõem modificações para aumentar a eficiência do funcionamento do sistema, reduzindo os efeitos colaterais ao paciente e os custos desse tipo de Medicina personalizada, via Sistema Único de Saúde.

Segundo a Fiocruz Ceará e a Secretaria de Saúde do Estado, o interesse é desenvolver um centro especializado para aplicação da tecnologia de CAR-T Cell, no âmbito da Plataforma de Pesquisa e Produção de Insumos para Terapia Celular. A iniciativa vai trazer inovação em saúde, especialmente na área de biotecnologia, além de trazer para o Ceará novas tecnologias disponíveis nos grandes centros de excelência, formando profissionais de alto padrão.

LEIA MAIS: Fiocruz Ceará inaugura atividades em novo bloco de pesquisas da instituição

+ Governo federal investe em nova fábrica de vacinas da Fiocruz

A criação do Instituto Pasteur no Brasil será resultado do acordo tripartite assinado pelo Instituto Pasteur, Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Universidade de São Paulo (USP), em junho de 2015. Em 2019, o Instituto inaugurou as instalações no campus da USP. No Ceará, o projeto de instalação está sob a coordenação do professor Wilson Savino, responsável, na presidência da Fiocruz, pela Coordenação de Estratégias de Integração Regional e Nacional da Fiocruz.