PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Acusado de chefiar organização criminosa em Maranguape é preso com armas, drogas e munições

Lindemberg Vieira Viana é acusado de chefiar organização criminosa e ser mandante de dois assassinatos em Maranguape. Ele foi capturado por agentes da SSPDS e SAP

12:05 | 14/11/2020
Além da prisão, a Polícia apreendeu 27,3 quilos de maconha, 3,5 quilos de pó branco, pistolas e munições de calibres variados.  (Foto: Divulgação/ PCCE )
Além da prisão, a Polícia apreendeu 27,3 quilos de maconha, 3,5 quilos de pó branco, pistolas e munições de calibres variados. (Foto: Divulgação/ PCCE )

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) prendeu nesta sexta-feira, 13, o foragido Lindemberg Vieira Viana, popularmente conhecido como “Detento". Ele era procurado no Estado sob a acusação de chefiar uma organização criminosa que atua em Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

A prisão foi efetuada no município de Itaitinga. O homem, que já responde criminalmente por homicídios e porte ilegal de arma de fogo, foi capturado pelas autoridades junto com a companheira Maria Thaís Paiva Freitas, de 26 anos, conhecida como “Gueixa”, que responde por tráfico de drogas.

O casal foi localizado em uma casa no bairro Angorá, em Itaitinga. No local, a Polícia apreendeu 27,3 quilos de maconha, 3,5 quilos de pó branco, que seria utilizado na mistura de entorpecentes, uma pistola calibre .40, três carregadores de pistola e 45 munições de calibres variados. Também foram apreendidos um caderno com anotações do tráfico, quatro aparelhos celulares, uma balança de precisão e uma tornozeleira eletrônica quebrada, que seria de Maria Thais. Todo o material encontrado estava escondido em uma mala na cozinha da casa.

A dupla foi levada à sede da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), onde tanto Lindemberg quanto Maria Thaís foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e por integrar organização criminosa.

“Detento” é apontado como mandante de crimes como o homicídio da adolescente Ana Vitória dos Santos Brito, de 17 anos, ocorrido em fevereiro de 2020, e de Francisco Adailton da Silva Bernardo, ocorrido em abril do mesmo ano.

Ele também é acusado de colaborar com Francisco José dos Santos Freitas, de 33 anos, o “Zezinho da Horta”, que responde criminalmente por 13 homicídios e uma tentativa de homicídio, além de três acusações por tráfico de drogas e três por associações criminosas. Ele foi capturado no último dia 29 de outubro em uma residência no bairro Jóquei Clube, em Fortaleza, durante ação da Draco.

A ação para prendê-lo foi parceria entre as secretarias da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), através da PCCE, e de Administração Penitenciária (SAP) do Ceará.

Denúncias

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) recebe denúncias da população do Ceará para combater a atuação de grupos criminosos no Estado. Por meio do WhatsApp, a população pode enviar mensagens de texto, áudios, fotos e vídeos para o número (85) 98969-0182 e auxiliar com trabalhos investigativos. O sigilo e o anonimato são garantidos pelo órgão.

As denúncias também podem ser feitas por meio de ligação gratuita pelo telefone 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O sigilo e o anonimato do cidadão também são garantidos.