PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Funceme completa hoje 48 anos de fundação

Ao longo de 48 anos de história, a Funceme ganhou reconhecimento nacional pelos trabalhos desenvolvidos principalmente no âmbito da pesquisa e desenvolvimento. Nos últimos oito anos, o prognóstico apontado como mais provável para a quadra chuvosa sempre se confirmou

Ismia Kariny
13:13 | 18/09/2020
Chuva forte em Fortaleza em junho (Foto: Aurélio Alves)
Chuva forte em Fortaleza em junho (Foto: Aurélio Alves)

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) completa 48 anos de fundação nesta sexta-feira, 18. O órgão estadual foi criado com o propósito de encontrar saídas para as severas secas que assolavam o Ceará, e iniciou suas atividades em 18 de setembro de 1972, sob o nome de Fundação Cearense de Meteorologia e Chuvas Artificiais.

Ao longo de 48 anos de história, a Funceme ganhou reconhecimento nacional pelos trabalhos desenvolvidos principalmente no âmbito da pesquisa e desenvolvimento em meteorologia, recursos hídricos e meio ambiente. Com o nome modificado para Fundação Cearense de Meteorologia, integrou-se à Secretaria dos Recursos Hídricos do Ceará (SRH) em 1987.

A Funceme é alvo frequente de brincadeiras por supostos erros de previsão. Será que isso procede? A primeira coisa a esclarecer é que a Funceme trabalha com prognósticos, probabilidades que podem se confirmar ou não. Há sempre uma possibilidade calculada de o cenário se mostrar outro. Ainda assim, nos últimos oito anos, o prognóstico para as quadras chuvosas no Ceará apontados como mais prováveis pela Funceme se confirmaram sempre.

Leia também | Primavera chegando: saiba como prevenir alergias durante clima seco e com ventos fortes

As ações desenvolvidas pelo do órgão estadual compreendem desde a estruturação de um robusto sistema de previsão sazonal de clima; e a avaliação dos impactos da variabilidade climática nos setores de recursos hídricos e agricultura; até a construção de planos de contingência de secas para os reservatórios, e atividades de monitoramento de eventos extremos na escala de tempo ou cheias e de clima ou secas; entre outras iniciativas.

A população pode conferir as informações geradas pelas pesquisas e tecnologias desenvolvidas pela Funceme, por meio de aplicativos gratuitos como o Funceme Tempo, Monitor de Secas do Nordeste, Funceme Marés, Portal Hidrológico, entre outros, disponíveis no site oficial do órgão. [LINKAR] http://www.funceme.br/ A partir dessas plataformas, é possível acompanhar previsões, registros de chuvas e a situação dos reservatórios do Estado, por exemplo.

Abaixo, depoimento de Eduardo Sávio Rodrigues, presidente da Funceme:

São 48 anos de muitas lutas e de conquistas! Temos tentado encontrar motivações para mostrar o valor de nossa Funceme de forma incessante. Hoje, temos um papel reconhecido na Política Nacional de Secas e no Sistema Nacional de Clima, neste último, com nossos modelos fazendo parte do conjunto nacional de modelos de clima.

Ao nível estadual não é diferente, temos uma atuação reconhecida da instituição no setor de recursos hídricos, meio ambiente e agricultura de sequeiro. Ao mesmo tempo iniciamos uma contribuição importante na agricultura irrigada ao nível dos seus instrumentos de sua gestão e na discussão de uma gestão territorial mais integrada.

No que concerne à gestão territorial integrada, recentemente conseguimos uma doação de 1 milhão de euros da França (via Agência Francesa de Desenvolvimento - AFD) para realizar estudos de trajetórias mais resilientes às mudanças de clima, o que contou ainda com o aporte de R$ 2,5 milhões do Governo do Estado.

Em termos de parcerias internacionais, hoje temos parcerias com a Universidade de Potsdam, Universidade de Wageningen, Universidade de Montpellier, SupAgro Montpellier, Centro de Pesquisa Agrícola Francês para o Desenvolvimento Internacional- CIRAD, IRD, Universidade da Georgia. Parcerias que nos tem permitido acesso a recursos e desenvolvimentos que muitos nos auxiliam no cumprimento de nossa missão.