PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Onze dos 32 alvos de operação contra crimes violentos estão em presídios do Ceará

Um total de 32 pessoas tiveram mandados de detenção cumpridos, incluindo três adolescentes. Os detidos integram organizações criminosas que atuam no Estado e são investigados por homicídios, latrocínios e lesão corporal

13:50 | 10/09/2020

Das 32 pessoas alvos da Operação 5º Mandamento, da Polícia Civil do Ceará, 11 estavam em presídios do Estado e faziam parte de várias organizações criminosas que atuam em sete cidades cearenses e no Distrito Federal. A Operação cumpriu, na madrugada e manhã desta quinta-feira, 10, 32 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão nas cidades de Fortaleza, Cruz, Trairi, Jaguaretama, Ipu e Ibiapina, no Ceará, e em Brasília. Os presos são acusados de praticarem Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) em diferentes modalidades. O nome da ação faz referência ao quinto mandamento bíblico, o "não matarás". 

“A Operação já é uma diretriz determinada pelo novo secretário da segurança, doutor Sandro Caron, que vai priorizar, entre suas ações, o combate efetivo aos CVLIs e às organizações criminosas”, informa Marcus Rattacaso, delegado geral da Polícia Civil do Ceará. Entre os crimes apontados na operação, homicídios, latrocínios, estupros e lesões corporais. Como a Operação ainda está em andamento, a Polícia não divulgou a quantidade de ocorrências e nem o detalhamento dos casos.

A 5º Mandamento foi classificada como de larga escala em razão da complexidade e da ação integrada de todos os departamentos operacionais da Polícia Civil. De acordo com o delegado Fernando Menezes, diretor do Departamento Técnico Operacional da Polícia Civil, participam da ação 300 agentes, entre inspetores, escrivães e delegados. “A operação demandou um trabalho de inteligência bastante apurado e qualificado e está aí o resultado positivo. Ela não se fecha na data de hoje”, avisa.

LEIA MAIS

Operação da Polícia Civil prende três pessoas e apreende carros de luxo em Fortaleza e Itapipoca

Polícia Civil prende 15 pessoas em operação contra tráfico de drogas em Fortaleza

Houve o cumprimento de 14 mandados de busca e apreensão, todos relacionados à inquéritos policiais de CVLIs. De acordo com o delegado Leonardo Barreto, diretor do DHPP, alguns dos suspeitos respondem por mais de um homicídio. Sobre o cumprimento dos mandados das pessoas que já estavam presas, o delegado aponta que, caso os mandados não fossem executados, os presos poderiam ganhar alvará de soltura pelos outros crimes. É uma garantia, ainda segundo ele, de que o preso responderá na cadeia.