PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Terremoto de magnitude 6,6 é registrado no oceano, ao norte do Ceará

Rede Sismográfica Brasileira admite que podem acontecer novos tremores nas próximas horas na região, por conta da magnitude do evento

Luana Façanha
18:08 | 07/09/2020
TERREMOTO de grandes proporções foi registrado na faixa dorsal meso-oceânica (Foto: Reprodução/Labsis)
TERREMOTO de grandes proporções foi registrado na faixa dorsal meso-oceânica (Foto: Reprodução/Labsis)

Um terremoto de grandes proporções foi registrado na faixa dorsal meso-oceânica ao norte do Ceará, no oceano Atlântico, de magnitude 6.6 na Escala Richter. O registro foi no último domingo, 6, por volta das 6h51min UTC (3h51min do horário local), detectado pelas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), operadas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O epicentro ocorreu a 1.219 quilômetros a norte/nordeste da cidade de Acaraú (CE), e a 1.277 quilômetros ao norte de Fortaleza (CE).

LEIA TAMBÉM: Maior tremor do Nordeste, que aconteceu no Ceará, completará 40 anos

Todas as estações da RSBR registraram a sequência de tremores, a mais próxima delas a estação de Morrinhos, município da Zona Norte do Ceará. A Rede Sismográfica informou que, de acordo com a magnitude do evento, é possível que nas próximas horas aconteçam novos tremores (réplicas) na região.



É possível conseguir mais informações sobre o terremoto a partir do boletim compartilhado no site da RSBR.

Especialista descarta risco de tsunami

O professor Aderson Nascimento, coordenador do Laboratório Sismológico (Labsis), do Departamento de Geofísica da UFRN, afirmou que não há risco de tsunami. Ele explica que os tsunamis ocorrem quando uma placa se descola para cima ou para baixo de outra, por meio de um deslocamento vertical. Nessa caso, as falhas foram deslocadas horizontalmente, e por isso o risco está descartado.