PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Ceará supera em 22% a média de precipitações para a quadra chuvosa

Todas as macrorregiões ficaram acima da média no quadrimestre, com destaque para o Litoral de Fortaleza que teve o maior acumulado de chuvas no período

Ismia Kariny
11:27 | 29/05/2020
CHUVAS DE JANEIRO estão acima da média no Estado, mas são mal distribuídas (Foto: Sandro Valentim)
CHUVAS DE JANEIRO estão acima da média no Estado, mas são mal distribuídas (Foto: Sandro Valentim)

 

Ceará já supera a média de chuvas esperada para toda a quadra chuvosa, restando dois dias para o fim do período. Até esta sexta-feira, 29, o Estado alcançou 22% a mais de precipitações, segundo dados preliminares da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O volume alcançado corresponde a 733.6 milímetros, enquanto a normal climatológica é de 600.7 mm. As chuvas de maio, por outro lado, seguem abaixo da média, com 77.5 mm, distantes em 14.4% da média para o mês (90.6 mm).

Conforme noticiado pelo O POVO, os dois primeiros meses da quadra chuvosa, fevereiro e março, foram de chuva acima da média, com respectivamente 64.1% e 38.2% de desvios positivos. Em abril, entretanto, o Estado ficou aproximadamente 3% abaixo da normal climatológica para o mês. A tendência de diminuição das chuvas era esperada, devido ao afastamento da Zona de Convergência Intertropical, principal indutor de chuvas no Ceará durante a estação.

Leia também | Chuvas no Ceará ficam acima da média no trimestre fevereiro-abril; resultado é o melhor desde 2009

Entre as oito macrorregiões do Ceará, a região do Cariri foi a única que superou a normal climatológica para maio, com 91 milímetros acumulados, equivalente ao desvio positivo de 42.9%. Em seguida, o Litoral de Fortaleza foi a região mais perto de alcançar a média de chuvas, ficando distante em 8.2 pontos percentuais negativos do volume esperado (148.4 mm). Apesar disso, foi a macrorregião cearense que mais teve chuva ao longo deste mês, com um total de 136.3 mm observados.

Todas as regiões ficaram acima da média no quadrimestre

O litoral de Fortaleza, que tem a maior expectativa de chuva para o período, foi a principal macrorregião a levantar os acumulados de chuva no Ceará. No quadrimestre, a região teve volume acumulado de 1010.6 milímetros, superior em 26.9% da normal climatológica (796.7 mm). O Cariri, no Sudeste cearense, foi a região que mais superou a média esperada para o quadrimestre, com 864.2 mm de chuva e desvio de 40.2% acima da normal ( 616.6 mm). Já a região com menor acumulado foi a Ibiapaba, que registrou 721.1 milímetros de chuva, o equivalente a 7.3% acima da normal (672.2 mm).

Veja como ficaram os acumulados de chuva em todas as macrorregiões durante a quadra chuvosa 2020:

Litoral De Fortaleza - acumulado 1010.6 mm / 26.9% acima da normal (796.7 mm)
Litoral Norte - acumulado 932.5 mm / 19.8% acima da normal (778.3 mm)
Cariri - acumulado 864.2 mm / 40.2% acima da normal (616.6 mm)
Maciço De Baturité - acumulado 841.3 mm / 22.8% acima da normal (685.4 mm)
Litoral De Pecém - acumulado 776.2 mm / 14.8% acima da normal (676.3 mm)
Ibiapaba - acumulado 721.1 mm / 7.3% acima da normal (672.2 mm)
Jaguaribana - acumulado 658.9 mm / 13.6% acima da normal (580.2 mm)
Sertão Central e Inhamuns - acumulado 625.7 mm / 25.9% acima da normal (497.1 mm)

Situação dos açudes no Ceará

Dos 155 açudes monitorados pela Cogerh, 49 ainda estão com volume menor que 30%, 22 registram nível superior a 90% e 37 estão sangrando, de acordo com o Portal Hidrológico do Ceará. Entre os principais reservatórios que abastecem o Estado, o açude Orós é o que está em melhor situação.

Nesta sexta-feira, ele registra volume de 541,16 hm³, equivalente a 27,89% da sua capacidade. Já o Castanhão atingiu o volume de 1.065,8 hm³, representando 15,91% do nível de água que suporta. Enquanto o Banabuiú alcançou 211,82 hm³, equivalente a 13.23% da sua capacidade total.

LEIA MAIS - Ceará tem acumulado de chuva 64,1% acima da média em fevereiro

LEIA MAIS - Chuvas de março no Ceará superam em 38.2% a média para o mês