Participamos do

Policiais e bombeiros fazem protesto em frente à Assembleia; via está interditada

Com a quantidade de manifestantes, uma faixa da avenida Desembargador Moreira foi bloqueada
10:20 | Fev. 06, 2020
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Policiais militares, bombeiros e esposas estão reunidos em frente à Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (AL-CE), no bairro Dionísio Torres, após divulgação da proposta de reajuste salarial para as categorias, apresentado pelo secretário da Segurança André Costa, na última sexta-feira, 31.

Quinze ônibus trouxeram agentes de cidades do interior, incluindo a região do Cariri, que fica a mais de 500 quilômetros de Fortaleza. Dentro da Casa, 120 profissionais poderão acompanhar as discussões em plenário. Com a quantidade de manifestantes, a avenida Desembargador Moreira foi bloqueada. 

A principal reivindicação partiu dos praças da PM, patentes de soltado até subtenente. Segundo eles, o reajuste não acompanharia a inflação e os valores são desproporcionais entre as patentes. Soldados afirmam que tiveram o menor reajuste salarial entre as graduações.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A proposta prevê que, após o aumento, serão pagas quatro parcelas retroativas: a primeira em março de 2020, a segunda em março de 2021, a terceira em março de 2022 e a quarta em dezembro de 2022.

O tema está debatido na Assembleia entre oposição e base aliada.  Delegado Cavalcante, líder do Partido Social Liberal (PSL) na AL-CE, afirmou que a proposta de reajuste havia sido um "tiro no pé”.  

 

 

Com informações de Walber Freitas

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar