PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Homens são presos por roubo de carga de frangos

Em coletiva, o delegado Diego afirmou que havia toneladas de cargas de frango no estabalecimento em Rosalina

20:07 | 27/12/2019
Em coletiva de imprensa, o delegado Diego Barreto afirmou que havia toneladas de cargas de frango no estabelecimento na Rosalina.
Em coletiva de imprensa, o delegado Diego Barreto afirmou que havia toneladas de cargas de frango no estabelecimento na Rosalina. (Foto: Divulgação/PCCE)

Três suspeitos foram presos pela Polícia Civil do Ceará (PCCE) por roubo de carga de frangos no dia 20 de novembro. Os criminosos mantinham cerca de 7 mil frangos em estabelecimento comercial na comunidade Rosalina, no Bairro Passaré, em Fortaleza. Os animais eram comercializados para alguns empresários e comerciantes da Capital.

Foram presos Francisco Aldenir Matias da Silva, 33, que já responde por roubo de veículos; Filipe Roger Albuquerque Silva, 29, chefe da quadrilha, que também já responde pelo mesmo crime; e Gilmar Hilário Brito, 25. Os acusados são responsáveis por diversos roubos de cargas na Capital e Região Metropolitana. Todos foram autuados por receptação e associação criminosa.

Os três foram abordados na Avenida Expedicionários, próximo à Borges de Melo. Eles estavam em um carro Onyx e marcaram um encontro para realizar a comercialização dos frangos. Por meio de investigações a PCCE conseguiu acompanhar o encontro. Além disso, a PCCE também conseguiu chegar até o estabelecimento comercial na Rosalina, onde foi encontrada a carga de frangos. 

Os veículos utilizados para praticar os crimes eram um Onyx clonado, roubado no dia 19 de novembro, na Caucaia; e um Siena, em nome de terceiros.

Em coletiva, o delegado Diego afirmou que havia toneladas de cargas de frango no estabelecimento na Rosalina. Além disso, parte de uma carga de cervejas havia sido encontrada no início do mês de dezembro, em limite do Maracanaú com Maranguape. A maior parte da cerveja e dos frangos foi recuperada. “As investigações estão andamento e serão responsabilizados pelos crimes que estão praticando”, disse o delegado.