PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Projeto "Vamos Falar de Tributos?", idealizado por estudante do ensino médio, recebe prêmio da Associação Brasileira de Incentivo à Ciência

Classificado também para a seletiva regional do Prêmio Nacional de Educação Fiscal de 2019, o projeto estimulado pela Auditece está rodando as escolas municipais e estaduais da região para despertar a população para consciência da cidadania fiscal

14:33 | 10/12/2019
Francisco Natanael, 16, idealizador do
Francisco Natanael, 16, idealizador do "Vamos Falar de Tributos?" (Foto: Arquivo pessoal)

Para promover a educação fiscal em escolas e municípios do Sertão Central, o estudante Francisco Natanael, 16, teve a ideia de desenvolver o projeto “Vamos Falar de Tributos?”, que foi classificado em todas as etapas do prêmio Ceará Científico, da Secretaria da Educação do Estado (Seduc). A iniciativa foi proposta para concorrer ao Prêmio Nacional de Educação Fiscal de 2019, e agora está rodando as escolas municipais e estaduais da região para despertar a população para a consciência cidadã.

O Ceará Científico reúne os projetos escolares destaque de toda a rede pública estadual, distribuídos em oito categorias, com um total de 184 equipes e mais de 750 participantes. As iniciativas são expostas para mais de 2.000 pessoas anualmente, e os projetos escolares premiados na etapa estadual recebem financiamento para representar o Estado nos principais eventos nacionais e internacionais.

De acordo com a professora orientadora do "Vamos Falar de Tributos?", Clicia Flores, no projeto foram utilizados metodologias simples para educar as pessoas em relação aos tipos de tributos existentes, assim como conscientizá-las para a fiscalização adequada e a importância dos impostos, que retornam em forma de bens e serviços para a população. "Desenvolvemos um sistema de metodologia simples, lúdico, porque esse é um tema que as pessoas já tem resistência em estudar e pesquisar. Se fôssemos falar dele a partir de aulas e palestras as pessoas iriam se cansar", explica Clicia. Para a professora, falar sobre tributos é uma forma de os alunos desenvolverem a cidadania e a consciência crítica.

Para Francisco Natanael, levar educação fiscal para as comunidades, escolas e instituições é trazer a luz do conhecimento e da cidadania para a população. Ele comenta que a ideia do projeto surgiu a partir da experiência que teve enquanto deputado federal jovem, representando o Ceará em Brasília. “Lembrando dessa vivência, em que eu conheci muitos jovens e ideologias diferentes, eu pude refletir em como o Estado se mantém a partir dos recursos dos tributos, mas a população não sabe como eles são cobrados ou distribuídos”, diz o estudante.

Foi então que, junto com a professora Clicia Flores, ele desenvolveu o projeto "Vamos Falar de Tributos?", que utiliza de metodologia simples e estratégias lúdicas para falar de tributos para a população, de uma forma que todos pudessem entender. "A gente criou jogos, dinâmicas e apresentações com músicas, sem linguajar técnico ou de economistas, para aplicar tanto nas escolas, quanto nas associações e comunidades", explica Francisco. Com isso, o projeto ganhou valor e visibilidade também em outros municípios do Sertão Central, para mais 1.900 pessoas de escolas regulares e profissionalizantes. "Sempre incentivando a participação dos jovens com dinâmicas, para que eles possam brincar e competir de maneira saudável", conclui o estudante.

Incentivados pela Associação dos Auditores Fiscais da Receita Estadual e dos Fiscais do Tesouro Estadual do Estado do Ceará (Auditece), o projeto dos estudantes da escola Joaquim Josué da Costa já esteve em outros quatro municípios do Sertão Central do Ceará: Milhâ, Piquet Carneiro, Senador Pompeu e Pedra Branca. E há previsão de visitar as cidades de Solonópole, Mombaça e Acopiara, também no Ceará, para realização de reuniões para a escolha de mais apoiadores do Projeto.

Além disso, em parceria com a prefeitura e vereadores da Câmara Municipal de Deputado Irapuan Pinheiro, o estudante conseguiu firmar a realização do I Fórum de Educação Fiscal do Sertão Central, a ser realizado na própria instituição de ensino em que o projeto foi desenvolvido, a EEM Joaquim Josué da Costa. O evento tem apoio do diretor da escola, Antonio Barboza, e a professora orientadora Clicia Flores. A data está prevista para o mês de janeiro.

Serviço

Para aprender sobre educação fiscal a partir do grupo de WhatsApp do "Vamos Falar de Tributos?", acesse o seguinte endereço: https://chat.whatsapp.com/GCAar7NW5LYKPifli6oISY