PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Governo lança programa de valorização da supervisão em saúde

A iniciativa tem o objetivo de valorizar o trabalho realizado pelo corpo de supervisores dos Programas de Residência Médica (Resmed) e Residência Multiprofissional em Saúde (Resmulti) da Escola de Saúde Pública do Ceará

12:47 | 03/12/2019

Profissionais que atuam na supervisão de residências em saúde no Ceará farão parte de novo programa lançado pelo governo em parceria com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) que tem o objetivo de atuar na qualificação e remuneração dessas pessoas. Os supervisores de residências atuam nas unidades hospitalares e nos equipamentos de saúde dos municípios, orientando os residentes a partir de estratégias educativas que observam na experiência diária da profissão.

A iniciativa da Secretaria faz parte da Plataforma de Modernização da Saúde, lançada em agosto deste ano. Ela foi idealizada a fim de valorizar o trabalho atualmente realizado pelo corpo de supervisores dos Programas de Residência Médica (Resmed) e Residência Multiprofissional em Saúde (Resmulti) da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE). 

“O programa visa essencialmente melhorar a formação do supervisor no exercício da de formar os residentes", explica Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho,  Cabeto, secretário da Saúde no Estado.

Ainda segundo secretário, a ideia é impactar também outros municípios do Estado. A população, segundo Cabeto, também irá se beneficiar com o programa, já que ele “muda a maneira como os hospitais vão tratar os programas de residências”. “Não é um impacto só no futuro, que é claro que haverá. Mas, já existe, sim, a possibilidade de um impacto no presente”, destaca.

Pelo menos 108 servidores atuantes nos dois programas serão contemplados. Há a expectativa de ampliação desse número para mais de 150 em dezembro. O edital para seleção de um banco de colaboradores para atender às demandas do programa ao longo de 2020 já está aberto. O grupo escolhido vai participar de um processo de formação docente.

Esse projeto também visa uma melhor sistematização dos trabalhos de supervisão na rede da Sesa. A ideia é que tanto o Resmed quanto a Resmulti contem com a criação de um corpo de servidores a serem acompanhados pela ESP e Sesa.

Serviço:

A seleção ocorre a partir das inscrições a serem realizadas de forma gratuita e exclusivamente pelo site da Escola de Saúde Pública até hoje, 3 de dezembro de 2019.