PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

10 municípios do Ceará têm delegacias especializadas para atender mulheres vítimas de violência

IBGE divulgou dados sobre os municípios nesta quarta-feira, 25

10:31 | 25/09/2019
Casa da Mulher Brasileira, no bairro Couto Fernandes, em Fortaleza
Casa da Mulher Brasileira, no bairro Couto Fernandes, em Fortaleza(Foto: Júlio Caesar )

Apenas dez municípios dos 184 do Ceará possuíam uma delegacia especializada de atendimento às mulheres vítimas de violência em 2018. O serviço foi ofertado apenas a 5,4% das cidades cearenses. O número foi divulgado na manha desta quarta-feira, 25, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o levantamento, 18 municípios possuem algum tipo de serviço especializados de atendimento à mulheres vítimas de violência sexual, o equivalente a 9,8%.

A quantidade de equipamentos na região do Nordeste também é baixa. Dos  dos 1.794 municípios, 85 possuíam esse tipo de equipamento. Ou seja, a cobertura do serviço atinge 4,7% das cidades.

No Brasil, ano passado, apenas 8,3% dos municípios tinham delegacias especializadas de atendimento à mulher e 9,7% dos municípios brasileiros ofereciam serviços especializados de atendimento a vítimas de violência sexual. Observou-se, também, que o percentual de cidades com organismo executivo de políticas para mulheres caiu entre 2013 (27,5%) e 2018 (19,9%), chegando ao patamar de 2009 (18,7%).

Os dados estão na 16ª edição da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic) 2018. A investigação levantou dados de todas as 5.570 municipalidades existentes no País. Foram observados, em 2018, dados relativos à gestão e à estrutura dos municípios, a partir da coleta de informações sobre 11 temas. São eles: recursos humanos, legislação e instrumentos de planejamento, educação, cultura, saúde, assistência social, segurança alimentar, trabalho e inclusão produtiva, política para mulheres, instrumentos de gestão migratória e enfrentamento ao sub-registro de nascimento.